InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Compartilhe | 
 

 Bad Girl 7ª temporada

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Nekiba
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 2492
Pontos : 3690
Data de inscrição : 20/09/2010
Idade : 24
Localização : No pico do Himalaia

MensagemAssunto: Capítulo 201 – Mais Aliados, Mais Inimigos   Qui Jan 16, 2014 7:52 pm

Capítulo 201 – Mais Aliados, Mais Inimigos

1 dia antes...

Phallus, Champz, 07:02 da manhã...

Era um cemitério conhecido na cidade, bem no momento em que Lix Suhanova estava sendo enterrada. No enterro estavam Kyara, Lana, Geh, Kyo, Miwa, Leon, Jammal, Bruh, os pais de Lix, Dimitri Suhanov e Catarina Suhanova, que eram os que mais choravam. Mas Wagner não estava lá naquele momento.

Geh: O Wagner não veio até agora... O que será que aconteceu com ele?

Kyo: Ele deve estar muito abalado...

Miwa: Meu medo é ele fazer alguma besteira.

Kyara: Não, eu conhecia o Wagner, ele é mais forte que isso.

Kyo: Vocês acreditam que pode ter sido o Juh que matou a Lix?

Lana: Não pode ser. O Juh? Ele não faria mal nem a uma mosca!

Miwa: Mas o Wagner disse-

Jammal: O Wagner ta perturbado! Ele devia estar vendo coisas!

Bruh: Bruh achar que Wagner pode estar certo. Muita coisa estranha aconteceu recentemente. Como a Karol por exemplo.

Na hora Dimitri, pai de Lix, bate o cabo do guarda-chuva que carregava no chão, querendo chamar atenção. Todos param de falar.

Dmitri: Por favor, se pararem de fofocar eu agradeço... Tem pessoas que realmente estão sofrendo aqui... *resmunga algum palavrão em russo*

Catarina segura o braço do marido, enquanto os outros tentam esconder o constrangimento.

Longe dali, tinha um bar onde Wagner bebia uma garrafa de cerveja, aquela já era a terceira garrafa que ele tinha terminado. Ele estava com a cabeça raspada, antes de ir para o bar ele pegou uma máquina e raspou tudo.

Wagner: Ow grande... Me vê mais uma! *bêbado, com bafo de cachaça*

Barman: Desculpa, estamos fechando o bar...

Wagner: *olha em volta e vê que só tem ele lá* Eu não sou burro! São oito da manhã, você ta é abrindo essa porra!

Wagner: E quem mandou beber a noite inteira! Você já chegou aqui bêbado! *assustado com o tamanho de Wagner, mas foi firme*

Wagner: *se acalma e bate nos bolsos* Ah... Esquece, to sem dinheiro mesmo... Põe na conta!

Wagner sai daquele bar, trançando as pernas, esbarrando nas mesas, exalando um cheiro forte de bebida, ainda estava em choque por perder Lix e um filho que nem tinha nascido.
Lá fora, já bêbado e sem esperanças, ele só senta no chão, perto de um esgoto, se afogando em uma angústia e em um estado deplorável.

???: Deus abençoe, senhor... *joga uma moeda para Wagner, como se ele fosse um mendigo*

Criss: Deus nunca me abençoa... Só me tira a benção... *olha para a pessoa que jogou a moeda* C-Criss?!

Criss: Esse não é o Wagner que eu conheço... Nós vamos atrás das pessoas que mataram a Lix, e ninguém vai ficar no nosso caminho... Seja Satã...

Preston: Seja o Shinigami...

Hani-shi: Seja Zeus...

Tsuki: Ou até mesmo a Karol...

Criss: Nós vamos passar por cima de todos eles!

Preston: Nós fazemos parte daqueles que vão tirar a Bia do Tártaro, porra, caralho!

Wagner sorri com um pouco de esperança. Agora mais quatro pessoas fortes apareceram para ajudar.

Wagner: Por favor, Criss... Deixa eu ajudar!

-----------------------------------------------------------------

Siracusa...

Asuka, Iago, Satã/Juh, Thaysa e Ike corriam pelas ruas sicilianas, chamavam a atenção das pessoas, mas não ligavam. Precisavam fugir logo, o Coronel já tinha descido naquela cidade.

Ike: Vão na frente! Eu tive uma ideia!

Thaysa: O que você vai fazer?

Ike: Só vão! O mais longe possível!

Os outros continuaram a correr enquanto Ike volta. Ele se joga na frente de um carro em movimento, causando ferimentos e sangramentos na cabeça e em todo o corpo.

Cara que atropelou Ike sem querer: Cazzo! Sei pazzo?! Vuoi morire?!

Ike: Scusa! Scusa! *se levanta e sai cambaleando, indo em direção ao Coronel Nascimento*

Os outros correram tanto que chegaram a uma estação de trem, todos já cansados de tanto correr.

Thaysa: Que horas que o trem passa?! *ofegante*

Iago: Pergunta pro poliglota aí! *aponta para Satã* Pergunta logo pra alguém!

Satã: *se dirige a uma italiana* Scusa... Quando il treno arriva?

Garota: Tra un po.

Satã: Ela disse que o trem chega daqui a pouco... Vamos esperar... *respira aliviado*

Mas o alívio dura pouco, as pessoas começam a correr e gritar, como se tivessem visto um fantasma e gritavam “Mostro” (Monstro) o tempo todo.

Asuka: O que ta acontecendo?! Que gritaria é essa?!

As pessoas gritavam assustadas porque três soldados do BOPE apareceram por lá. E como eles tinham uma aparência monstruosa, botavam medo nas pessoas só de estarem por perto.

Iago: Que merda! O Coronel está aqui?!

Thaysa: Não... O Ike deve ter despistado o Coronel... Mas como eu conheço o meu mestre, eu sei que ele é cuidadoso e inteligente... Deve ter espalhado o BOPE por toda Siracusa... Não, por toda a Itália, pelo menos!

Asuka/ Iago: *ficam na linha de frente esperando o BOPE*

Thaysa: Ficaram loucos?! Os soldados do BOPE são máquinas de assassinato no nível de um Foda! Ou seja, mais forte que a gente!

Asuka: Thaysa... Eu era nível Foda ano passado, só não recebi o título por causa de Zeus. E não se esqueça que eu venci Satã...

Satã: *abaixa a cabeça*...

Os soldados tiram uma espada gigante de baixo da capa, onde em baixo dela só havia escuridão. O BOPE ataca Asuka e Iago com tudo. Asuka dá um Roundhouse Kick em um deles, mas este esquiva e ataca a Bad Girl, ela para a espada colocando segurando com as duas mãos nos lados dela.

BOPE 1: O que?!

Asuka: Hehehe! Zidane Head Strikes! *da o golpe no soldado que faz ele sair capotando*

Os outros dois atacam Iago, um tenta passar a espada na cabeça dele, ele esquiva agachando e já tem que pular porque o outro tentou corta-lo por baixo, o loiro aproveita e dá um chute no rosto do soldado.
O outro tenta corta-lo de novo, mas ele esquiva e pega a espada pela parte não cortante, mas como ele segura com o braço forte, ele consegue quebrar a espada só com a força.

BOPE 2: Impossível!

Iago: FULL LEFT: STRONG ARM!!

Iago lança seu golpe no rosto soldado, mas logo esquiva do outro que vinha por trás, Asuka ajuda o irmão pegando o monstro pelo pescoço e apertando.

Asuka: Iago! De novo!

Iago: Full Left: Strong Arm!

Iago acerta o corpo do soldado, mas o golpe não faz efeito nenhum nele, só o atravessa e Asuka quem leva o soco no estômago, cuspindo sangue e caindo nos trilhos do trem.

Asuka: M-Merda!

Thaysa ajuda Asuka a sair dos trilhos, bem na hora que o trem chega, por pouco Asuka não foi atropelada.

Iago: Asuka! Eles só recebem golpes na cabeça! O corpo deles é... Ah, eu não sei explicar!

Asuka: Eu entendi! Mas os três estão de pé! Vamos para o trem!

Asuka, Iago, Satã e Thaysa se misturam no meio da multidão que tentava entrar desesperada no trem, agora o BOPE não poderia ataca-los, pois também colocaria a vida dos cidadãos em risco.
No meio da confusão e do empurra-empurra, Asuka e Iago entram em um vagão do trem, Thaysa entra em um vagão longe do vagão de Asuka, mas Satã não consegue entrar e as portas se fecham antes que ele conseguisse entrar.
Como a confusão era muito grande, os guardas que fecham as portas do trem acabaram fechando antes da hora. O trem parte sem Lúcifer, que era o mapa dos irmãos para o Oráculo de Delfos. E antes que Satã fosse pego pelos soldados do BOPE, ele foge para longe, correndo, se misturando no meio do povo.

Asuka: Merda! Nem o Satã e nem a Thaysa entraram!

Iago: Vamos procurar nos outros vagões...

Mas eles foram procurando nos vagões da frente, enquanto Thaysa, que estava no vagão de trás, foi procurar os irmãos ainda mais para trás. Vai demorar um pouco até eles se encontrarem.

Ainda em Siracusa, Ike andava cambaleando, a pancada do carro tinha sido forte, forte o bastante para parecer que os irmãos Ryouma tinham dado uma surra nele. O Coronel o encontra nesse estado.

Nascimento: *chega* Naegino! O que aconteceu com você?!

Ike: Os Ryouma...! Eles descobriram a nossa mentira! Eu tentei bater de frente com o Iago, enquanto a Comandante lutava com a Bad Girl... Eu não sei onde eles estão!

Nascimento: Se você enfrentou o Iago sozinho, tem sorte de estar vivo, Naegino... *pega o rádio no seu peito e liga* Atenção todas as unidades! Asuka e Iago Ryouma, e também provavelmente Lúcifer no corpo de um garoto magro, estatura baixa e cabelos laranja arrepiados, ainda estão em Siracusa. Procurem em todos os aeroportos, estações de trem, metrô, ônibus, docas. Tudo! Não se esqueçam... Agora é a hora de usar o Equipamento N.

Ike: Com licença... Coronel... O que é esse Equipamento N?

Nascimento: São as armas que eu mesmo criei para combater norrianos.

Ike: Eu achei que armas normais não tivessem efeito contra os norrianos...

Nascimento: Por isso mesmo, Naegino. Essas armas criadas são do mesmo tipo de arma que a Thaysa está usando agora. Com uma munição feita especialmente para matar um norriano.

Ike permanece calado. Agora Asuka e Iago tem outro problema que seria o Equipamento N.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nekiba
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 2492
Pontos : 3690
Data de inscrição : 20/09/2010
Idade : 24
Localização : No pico do Himalaia

MensagemAssunto: Capítulo 202 – Boo Juliana   Qui Jan 16, 2014 7:53 pm

Capítulo 202 – Boo Juliana

Ziz...

Aya aos poucos acorda na sua cela, seu rosto estava inchado e seus olhos vermelhos, o travesseiro estava muito molhado. Do lado dela estava Akane com cara de preocupada.

Aya: A-Akane...?

Akane: Aya-sama! Finalmente você acordou! *abraça Aya*

Aya: O que aconteceu? Por que meu travesseiro está tão molhado?

Akane: Você chorou por três horas! Tinha horas que você parava pra fazer umas poesias românticas, ou parava pra ficar olhando pro teto e depois começava a chorar de novo!

Aya: Eu lembro disso... Minhas pernas ficaram moles, eu não tinha controle dos meus sentidos. Foi depois que...

------------------flashback on---------------------

Aya empurra Sophia e da um coice nessa outra garota, jogando ela longe, Leandro a agarra por trás, para que ela não atacasse Aya de novo, pois era óbvio que ela estava do lado de Sophia.

Porém, depois desses golpes, Aya somente ficava parada lá, com cara de idiota, com um sorriso estúpido no rosto, ela parecia uma pessoa... apaixonada.

Akane: Aya-sama! A Sophia está voltando! – Grita Akane

Aya: ...Ein?

Sophia: *da um murro em Aya, derrubando ela no chão, monta em cima e enche a cara dela de socos*

Aya empurra Sophia e levanta, mas agora não estava mais sorrindo, estava chorando... Sim, Aya estava chorando, por incrível que pareça.

Aya: Você não me entende! *gritava igual uma adolescente emo* Nenhum de vocês me entendem! Vocês são todos malvados e sem coração! *corre esbarrando na multidão e fica escondida embaixo dos lençóis na sua cela* NÃO OLHA PRA MIM!!

----------------------flashback off----------------------

Aya: Foi aquela garota! Qual era o nome dela mesmo?

A própria: Juliana. Boo Juliana. Como se sente, Aya?

Aya: Que droga você me deu?!

Boo: Ahhh!! C-Como você pode pensar que uma pessoa como eu iria dar drogas a uma pessoa! A única droga que eu te dei foi... Paixão!

Akane: Ela me assusta, Aya-sama!

Aya: Lembra que quando chegamos aqui, ela e aquela outra amiga da Nymaha, Sushi ou alguma coisa...

Akane: Biah Sushy.

Aya: Essa mesmo... A Boo e a Sushy já estavam muito amigas. Como se se conhecem a um bom tempo. Me parece que já temos inimigos aqui, Akane.

Leandro: Mas a Biah Sushy não apresenta nenhuma ameaça.

Aya: Você aparece do nada assim sempre, seu stalker?

Leandro: Só quando eu quero fumar... *acende um cigarro e começa a fumar* A Biah parece estar com mais medo que a Akane. Mas ter a Sophia e a Juliana do lado dela a da confiança. Sabe por que?

Akane: Por que?

Leandro: Biah Sushy e Boo Juliana treinaram juntas na mesma academia.

Aya/Akane: ...!

Aya: Aquela morta malha?!

Leandro: Isso porque as duas tem o mesmo tipo de técnica. Se chama Transferência. A Transferência se baseia em transferir para o oponente o sentimento que mais habita em você, misturando artes marciais, no caso da Biah é a preguiça...

Akane: Por isso que a Biah deixou a Han-sama preguiçosa quando elas lutaram no Nymaha Games!

Leandro: E também teve outra pessoa que sabia essa técnica e também treinou junto com as duas...

Aya: Punk Derile...

Leandro: Isso...

Akane: Aquele garoto que quase fez a Han-sama entrar em depressão na Itália? Entendi, o sentimento que mais habitava nele era a depressão.

Aya: E qual é o sentimento da Juliana?

Leandro: O pior sentimento de todos... A paixão!

Aya: Paixão?

Leandro: A paixão pode englobar todos os outros sentimentos em um só. Euforia, possessão, ciúmes, depressão, desconcentração, raiva, pena de si mesmo, imprudência, cansaço, desânimo, loucura, entre muitos outros...

Akane: É romântico e ao mesmo tempo triste...

Aya: Só alguém como a Han, que tem experiências em enfrentar inimigos assim, poderia enfrentar essa garota.

Leandro: Ou se tivéssemos um Fodão do nosso lado. *dá mais uma tragada no cigarro*

Aya: Como? Se até o Coronel Nascimento está contra a gente!

Leandro: Estou falando daqui de dentro de Ziz. Uma Fodona está presa aqui em Ziz, pelo menos é o que diz os boatos.

Aya: Se tiver uma Fodona aqui, e ela se unir à nós, qual vai ser a diferença? Ninguém pode sair de Ziz...

-------------------------------------------------------------------------

No trem que saiu de Siracusa...

Asuka e Iago procuravam Thaysa nos vagões do lado contrário, o mesmo acontecia com Thaysa.

Iago: Droga, nem sinal do Satã e nem da Thays

Asuka: Vamos continuar procurando.

Segurança: Mi scusi... Non si può camminare tra le carri! (“Com licença. Vocês não podem ficar caminhando entre os vagões”)

Asuka: O que ele disse?

Iago: Sei lá. Os únicos que falam italiano não estão aqui... *tenta improvisar* Scusa... Sorry... Nós precisamos... Er... Bathroom... Do shit... *faz um som de peido para o segurança*

Segurança: Se non si siede, userò la violenza! (“Se não sentarem, usarei violência”)

Asuka: Não sei se você já ouviu falar, mas quando uma mulher precisa ir ao banheiro, ela vai!

O segurança se prepara para sacar a arma, mesmo não fazendo efeito nos norrianos, causaria outro tumulto e poderia chamar a atenção do BOPE.

Thaysa: *chega finalmente* Claudia! Patriccio! Miei cugini! Non riesco a staccare gli occhi di te! (“Claudia! Patriccio! Meus primos! Não posso desgrudar os olhos de vocês!”)

Asuka: Thaysa?!

Thaysa: *puxa Asuka e Iago e volta para o segurança* Scusa miei cugini, essi... Avere problemi mentali... (“Desculpe meus primos, eles... Tem problemas mentais”)

O segurança se acalma e guarda a arma, enquanto os três sentaram em algumas cadeiras sobrando naquele vagão, sentaram do lado de uma senhora, que ficou tão assustada que foi para o outro vagão.

Asuka: Thaysa, você viu o Juh?

Thaysa: Satã? Não... Ele não deve ter entrado.

Iago: O que?! Ele é o único que sabe onde fica o Oráculo de Delfos e o Monte Olimpo!

Thaysa: Não se preocupem, Lúcifer é inteligente demais e não está sendo procurado... E com o corpo do Juh ele não aparenta nenhuma ameaça...

Asuka: O problema não é esse... Ele é o Diabo. Eu não posso deixar ele solto por aí. Não confio nele.

Thaysa: Depois a gente volta aqui e pega ele. Ele também precisa de vocês no momento... E agora o Coronel está na Itália, ele não vai ser burro o suficiente de chamar atenção...

Enquanto Asuka, Iago e Thaysa saíam de Siracusa, Satã ainda estava lá, mas assim como os três, ele também precisava fugir.

Um homem estaciona seu carro em um beco na Piazza de Archimede, como tem vários becos e alguns carros não são tão grandes, é comum que as pessoas estacionem seus carros nesses becos.

[Agora é como se eles falassem só italiano]
Satã: Com licença... Senhor...

Rapaz italiano: *sorrindo* Ah, buongiorno!

Satã: Eu estou indo para o aeroporto de Catania, será que você não pode me dar uma carona? Eu sei que é muito longe daqui, mas eu tenho dinheiro, eu pago o quanto precisar.

Rapaz: Ahh... Não sei se vai ser possível. Eu só parei pra comer nesse restaurante antes de voltar ao trabalho...

Na hora Satã mostra o maço de dinheiro italiano enrolado em um elástico. Era dinheiro que ele podia comer naquele restaurante o quanto quisesse e ainda sobraria.

Rapaz: *com os olhos brilhando* S-Sim! Sim! Eu te dou carona! E-Eu só vou comprar comida para a viajem, m-me espera aqui! Não sai daqui!

Satã: Hehehe! Muito obrigado, senhor! Muito obrigado!

Satã fica esperando na frente do carro, era um Fiat Panda 2012 branco, um carro popular na Itália. O dono do carro volta com alguns pães e frios para comer na viajem, era um homem negro, alto, careca e com uma barba rala.

Rapaz: Por favor, entre... *abre a porta do carro e colocando os comes e bebes no banco de trás*

Satã: Muito obrigado pela sua gentileza, senhor...

Rapaz: *entra no carro, no lado do motorista e já vai colocando a chave* Er... Eu nem sei o seu nome. O meu é Fabrizzio, Fabrizzio Moriatti.

Juh: Eu sou... Juh, Juh Mai... *cumprimenta Fabrizzio*

Fabrizzio: Você não é daqui, é, Juh Mai?

Juh: Hahaha... Você percebeu? Eu sou de Phallus, em Champz.

Fabrizzio: Uau... Cidade global! Já gostei de você, Juh Mai!

Juh: Pode me chamar só de Juh, Fabrizzio! *sorri*

Juh e Fabrizzio se conheciam no caminho até o aeroporto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nekiba
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 2492
Pontos : 3690
Data de inscrição : 20/09/2010
Idade : 24
Localização : No pico do Himalaia

MensagemAssunto: Capítulo 203 – I’ve had with this modafoca BOPE on this modafoca plane!   Qui Jan 16, 2014 7:55 pm

Capítulo 203 – I’ve had with this modafoca BOPE on this modafoca plane!

Asuka, Iago e Thaysa iam para Catania, dificilmente um assunto durava entre eles, pelo menos um assunto que não fosse de como fugir, ou onde se encontrar caso algo acontecesse.

Até que o trem de Asuka chega em Catania, obviamente primeiro que Juh e Fabrizzio. Os três saem do vagão se misturam no meio da multidão.

Thaysa: Tem um aeroporto aqui... Talvez tenha algum voo pra Grécia ou pra algum país perto.

Asuka: Mas e a Han?

Thaysa: A Han? O que tem ela?

Asuka: Ela não estava te esperando em Siracusa?

Thaysa: Ah, é verdade... Bem... Ela deve ter visto o auê, ela vai saber pra onde ir.

Asuka, Iago e Thaysa vão para o aeroporto, mas com várias dúvidas sobre Han, o Coronel Nascimento, Satã, o BOPE...

Asuka: Olha lá! *aponta para o quadro de voos, um deles ia para Atenas, na Grécia daqui trinta minutos* Tem um voo pra Grécia! Estamos com sorte!

Thaysa: Aquele voo é um dos mais caros, e também é daqui a meia hora. Tenta arranjar todo o dinheiro em meia hora...

Iago: Hades não deixou dinheiro pra gente?

Asuka: Ficou no barco... Tem alguma outra ideia?

Iago: Olha, vocês se decidam aí, eu preciso dar um mijão. Já volto...

Iago sai procurando algum banheiro, mas ficou difícil encontrar já que todas as placas estavam em italiano, então nem adiantaria perguntar, o jeito era encontrar algum brasileiro por lá, já que brasileiro tem em todo lugar.

Iago: Alguém...? Brasil...? Alguém...? Portugal? Angola? Moçambique? Cara, nem sei se falam português no Moçambique...

Iago estava perdido e sem comunicação, mas uma coisa ele entendeu. Aquele monte de pessoas correndo apavoradas dizia que alguma coisa assustadora estava por perto... Talvez o BOPE.
Ele corre para onde Asuka e Thaysa estavam, onde as pessoas também estavam assustadas.

Iago: ASUKA!

Asuka: É! Eu vi!

Thaysa: Vamos entrar no próximo voo! É o mais barato e é para a Croácia! Fica bem do lado da Grécia!

Asuka: Croácia? Não quero ir pra Croácia à não ser que eu encontre Niko Bellic lá!

Mas logo ela muda de ideia e foge junto com Thaysa e Iago para comprar as passagens porque outros três soldados do BOPE aparecem por lá. Os seguranças do aeroporto entram na frente dos soldados e começam a gritar umas coisas em italiano.

BOPE: Vocês nos barraram por atacarmos alguém ou por sermos diferentes? Porque eu não me lembro de ter atacado ninguém...

Outro soldado vê os irmãos fugindo e os seguem, mas os seguranças começam a atirar com tudo nos soldados.
Sem moverem nem um músculo, os soldados lançam os seguranças para longe, com se o fizessem usando o poder da mente.

Thaysa: Vendermi questo biglietto!

“Me venda esses bilhetes!” Thaysa gritava com a moça que vende as passagens enquanto batia na mesa dela com o dinheiro das passagens, mas ela estava estática, assustada com tudo que estava acontecendo e não respondia.

Thaysa: *coloca uma arma na frente dela* Ora tu mi capsci? (“Agora você me entende?”)

A moça das passagens ficou ainda mais assustada e deus as passagens para Thaysa de graça, os seguranças estavam muito ocupados com os soldados do BOPE que não tinham tempo para roubo nessa situação, fora a bagunça que estava aquele aeroporto.

Os três começam a correr em direção a entrada, esbarrando nas pessoas que também estavam desesperadas, mas os soldados do BOPE voltam para atacar.

Iago: Eles vão nos alcançar! Asuka, Thaysa, vão na frente!

Asuka: Não, Iago! Você vai ficar pra trás!

Iago: Eu vou embarcar, eu prometo... Agora vão!

Asuka e Thaysa vão na frente e entram no avião antes de Iago. Ele fica lá encarando os três do BOPE.
Os soldados tiram armas de baixo da capa negra que eles usavam, fuzilam Iago sem dó e ele só cobria o rosto, os tiros o feriam, mas não o matavam.

Dois soldados começam a voar em volta do loiro, cortando a pele dele com o vento que se formava. Mas Iago foi rápido e corajoso a ponto de conseguir segura-los pela cabeça, que é o único lugar onde eles sentem dano, e bater uma na outra, ele aproveita que eles estão atordoados e usa sua técnica.

Iago: Madruga’s Crush-a-Head Obliteration! Double! *desce o mesmo golpe nos dois e depois se afasta*

Os dois soldados que levaram o golpe sentem apenas um baque na cabeça, mas nem se mexem.

Iago: O-O que?! Como essa técnica não funciona?!

Os soldados atacavam Iago por todos os lados e com todas as armas que tinham. Iago consegue dar um soco no rosto de um desses com o braço esquerdo, lançando-o em cima dos outros.

Iago: (pensa) Agora é a hora! *corre para a entrada, grita para a moça não fechar a porta e entra com tudo no avião*

Asuka: Iago! E aí?

Iago: Eles são fortes demais pra eu enfrentar sozinho.

Asuka: Vamos voltar eu e você então!

Iago: Não! Nós não vamos matar eles de qualquer jeito. Eles são imortais! Vamos esperar o avião decolar!

Mas já era tarde, um forte estrondo se ouve e os soldados entram no avião, conseguiram convencer a moça a gentilmente abrir a porta para eles. Falaram que se ela não abrisse ela ia ter a cabeça arrancada, mas falaram de um modo mais suave.

Asuka: Thaysa! Vai falar para o piloto decolar! Iago, me ajuda a tirar eles do avião.

Iago: Certo! *fica em posição de luta*

Os soldados não atacavam, mas pareciam olhar fixamente para Thaysa, mesmo eles não tendo olhos.

Asuka: Thaysa, o que você-

Asuka é interrompida quando sente que os braços dela foram puxados para trás e trancados com uma algema, a mesma algema que Leandro, Akane e Aya usaram. Mas ela se espanta mais quando vê que quem foi que a algemou. A própria Thaysa.

Asuka: T-Thaysa...? Por que...?

Thaysa: Desculpa, Asuka...! *chorando baixo* Me perdoa!

Asuka se deixa levar pela decepção da traição e da uma cabeçada em Thaysa.

Asuka: Então Satã estava certo! Você está do lado do Coronel!

BOPE1: Asuka e Iago Ryouma. Se entreguem pacificamente para essas pessoas poderem decolar em paz.

As pessoas no avião estavam apavoradas, além de frustradas por estarem atrasando seu voo.

Asuka não sabia o que fazer, estava algemada, e a algema era muito grossa para quebrar, sua amiga tinha traído ela, não tinha como sair do avião sem ser escoltada pelo BOPE e o avião não iria decolar enquanto eles estivessem lá.

Asuka: Iago... Pega a arma da Thaysa e faz o piloto decolar esse avião.

Iago: O que?! Vai lutar contra os três, sozinha? E algemada com os braços para trás?!

Asuka: Eu te pedi um favor, Iago!

Iago ia até Thaysa, mas os soldados o atacam, mas antes que eles percebessem, Asuka tinha pegado dois na cabeça com a sola dos pés e ainda pisou em cima da cabeça deles quando pousou. O outro ficou sem saber se atacava Asuka ou Iago, resolveu ir atrás da Bad Girl, mas ela bateu com a algema grossa na cabeça dele com tanta força que o jogo pela janela, deixando as pessoas assustadas.

Iago: *com muita calma, estende a mão para Thaysa* Thaysa, me da sua arma... Não quero ter que usar violência com você.

Thaysa, em silêncio, da a arma para Iago, ele vai correndo para a cabine do piloto. Asuka continua na frente dos dois soldados restantes.

Um deles ataca primeiro, ela da um pulo e envolve as pernas na cabeça dele, espremendo com as coxas tentando sufoca-lo ou quebrar o crânio, mas ele tira uma espada de baixo da capa e tenta decepar a perna dela, mas a norriana pula para trás esquivando.

Asuka: Zidane!

Asuka pula e da uma cabeçada nesse soldado, porém ele sofre pouco dano. O outro chega por trás de Asuka e ataca com a espada, ela agacha sem olhar para ele e, atravessa seu corpo fantasmagórico e, por trás, bate com a algema nele.

Thaysa não fazia nada, não tentava ajudar Asuka, nem tentava ajudar o BOPE, ela era quem estava mais confusa.

Piloto: *no viva voz* A-Atenção senhores passageiros... E-Er... Apertem os cintos que iremos decolar imediatamente. [Em italiano, claro]

Na cabine, Iago consegue fazer com que o piloto decolasse o avião, mas os soldados do BOPE ainda estavam lá.
O avião decola e estava saindo do aeroporto de Catania.

BOPE1: Hora de usar o Equipamento N.

BOPE2:...Sim.

Iago: *volta correndo* Asuka! Estamos decolando!

Os dois soldados tiram armas de debaixo da capa, essas armas eram exatamente iguais a que Thaysa usou na luta contra Hitler e seus zumbis nazistas.

Thaysa: M-Minha pistola?!

Os dois atiram ao mesmo tempo, um tiro Asuka consegue defender colocando a algema na frente, o tiro era tão forte que racha a algema, mas não quebra. O outro tiro atinge Iago em cheio no ombro. Diferente das balas comuns, essas não saíram do corpo de Iago, mas penetrou no seu ombro, arrancando muito sangue e quase o mata.

Iago: AAAAAAAAAGH!! *cai no chão, com a mão no ombro sangrando*

Asuka: IAGO! É SÓ UMA ARMA, LEVANTA!

Thaysa: Não é só uma arma...

Asuka: O que?! Como assim?

Thaysa: Essas armas... Eu mesma criei enquanto treinava no Rio de Janeiro, eu fiz pra poder lutar contra os deuses, as balas são feitas com ki norriano, próprias para matar demônios, deuses... E Fodões...

Asuka não dizia nada, só se assustou ao ver o irmão, que ela ainda acha que é primo, deitado no chão, gemendo e sangrando.

Iago: Aaaaaaagh! A-Asuka... Pula do avião! Essas armas te matam!

Um soldado do BOPE aponta a arma para Asuka, mas Thaysa entra na frente.

Thaysa: Não fiquei sabendo que vocês iam usar minha arma! O combinado era não matar eles!

Asuka aproveita a distração e pega a gola da camisa de Iago com a boca e o joga pela janela do avião, depois se joga do mesmo.

Thaysa: Asuka!

Os irmãos Ryouma caem no oceano, Iago com um tiro mortal no ombro e Asuka com os braços algemados nas costas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nekiba
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 2492
Pontos : 3690
Data de inscrição : 20/09/2010
Idade : 24
Localização : No pico do Himalaia

MensagemAssunto: Capítulo 204 – And now... FIGHTIIIING at the red corner...   Qui Jan 16, 2014 7:56 pm

Capítulo 204 – And now... FIGHTIIIING at the red corner...

Juh/Satã e Fabrizzio chegam no aeroporto de Catania, o motorista estaciona o mais perto possível. Com o dinheiro que Lúcifer mostrou, Fabrizzio queria agradar ao máximo.

[De novo, todas as conversas entre eles é em italiano, eu tenho preguiça de usar o Google Tradutor... Mas não faz diferença porque essa vai ser a ultima].
Fabrizzio: Aqui estamos, Juh! O lindo Aeroporto de Catania!

Satã: Olha, Fabrizzio... Nem sei como te agradecer, você é um amigão mesmo! *tira o dinheiro do bolso* Viiiixe, sabe o que é? Eu vou precisar desse dinheiro...

Fabrizzio: O-O que, como assim?

Satã: Eu preciso comprar passagens, comida, roupas novas, disfarces já que eu matei uma pessoa antes de vir pra Itália, hahaha...

Fabrizzio: ...!!

Satã: Ah, mas eu tenho uma coisa melhor aqui pra você.

Satã procura algo no bolso, e tira um pedaço pontudo e afiado de ferro, não deixa nem o outro reagir e já enfia esse instrumento no pescoço do motorista que agonizava de dor e deixava jorrar muito sangue.

Fabrizzio: U-Ugh! Agh! *aos poucos ia perdendo os sentidos e logo morre*

Satã pega uma blusa de Fabrizzio no banco de trás para vestir, pois o sangue sujou suas roupas, ele arranca a camiseta do falecido e limpa o sangue do rosto. Ainda por cima pega o óculos escuro que Fabrizzio levava na camisa, só mais uma limpada para tirar o sangue e estava novo em folha.

Ele joga o corpo no banco de trás e assume o volante, mas antes ele rasga a capa do banco para não sujar a calça de sangue, ele vai estacionar um pouco longe do aeroporto, perto das docas, para assim não correr o risco de abrir a porta para sair e ter uma pessoa passando por ali na hora.
Satanás ainda acaricia o corpo de Fabrizzio antes de ir embora.

Satã: É uma pena... Uma pena que você seja uma pessoa boa demais pra ir pro inferno comigo... Íamos nos divertir tanto, hahahaha. *da um beijo na testa de Fabrizzio*

Assim Satã vai para o aeroporto, deixando o corpo no banco de trás do carro. Independente de estar ajudando Asuka, ele ainda era o Diabo, não ia demorar muito para começar a espalhar desgraça por onde passar.


Os soldados do BOPE olham pela janela onde Asuka e Iago tinham caído. Os estragos no avião podiam ser vistos com sangue e vidro quebrado no chão, fora as pessoas que estavam muito assustadas, crianças chorando e as aeromoças sem saber o que fazer.

BOPE1: O avião acabou de sair de Catania. Não devem estar longe.

Thaysa: Vocês não vão matar eles!

BOPE3: Nós não recebemos ordens de você, e sim do Coronel.

Depois de Thaysa levar esse coice, o Caveirão do Coronel aparece bem do lado do avião e a porta dos fundos abre. Os soldados colocam Thaysa em baixo da capa e vão para fora do avião, entram na nave e soltam Thaysa lá dentro.

Thaysa: Coronel! Você não me falou que eles podiam matar a Asuka e o Iago! Ainda com a minha arma!

Nascimento: Thaysa... Senta aí, depois a gente conversa...


Um navio cargueiro saindo de Catania na Itália cruzava o mar, e o capitão observava tudo em seu binóculo. O capitão era razoavelmente gordo, tinha um bigode grosso e cabelo ralo, pelo rosto ele parecia ser português.

Capitão: ♪Taradadan... Tadadadan... Olhando pelo mar de Catania é o meu trabalho... Taradadan... Tadadan... Só que as vezes é cansativo pra...♪ E-Espera! Raios! O que és aquilo!? *avista alguma coisa no mar*

Era Asuka com os braços algemados nas costas, nadando e carregando Iago com a boca pela camiseta. Ela parecia exausta.

Asuka: HMHMMMMMMMM!! *tentando pedir socorro sem soltar Iago da boca*

Capitão: GON! LUH! AJUDAM AQUI!

Na hora vem um rapaz de aproximadamente 20 anos, alto e corpo atlético, cabeça raspada, usando um óculos de aro preto. Ele vestia uma camisa polo com gravata, calça jeans e tênis. Junto com ele, uma garota, de aproximadamente 15 anos, loira com cabelo preso dos lados e enrolados, com várias mechas rosas, ela também usava óculos, vestido rosa parecendo uma princesa.

Gon/Luh: Estamos aqui, Capitão Borges! *batem continência*

Borges: Tem alguém boiando na água! Rápido! Pegam meus pés de pato!

Luh: *agarra os pés do Capitão* Peguei!

Borges: MEUS PÉS DE PATO, SUA INÚTIL! *da um croque na cabeça de Luh*

Gon: *traz os pés de pato* Aqui, Capitão!

Borges: *veste o equipamento e pula no mar, mas quase se afoga* S-SOCORRO! EU NÃO SEI NADAR!!

Asuka: (pensa) VOCÊ NÃO SABIA NADAR E PULOU?!?!

Gon: Luh! Ajuda o Capitão que eu ajudo os outros dois! *pula do navio com uma boia*

Luh pula para ajudar seu capitão que não sabia nadar, enquanto Gon colocava Asuka nas costas e puxava Iago.
Gon sobe no navio e joga a boia para Luh, que sobe com o Capitão.

Asuka: Ahh... Ahh... Ahh... Obrigada... *esgotada*

Mesmo Asuka mal conseguindo falar, ela se curva na frente do capitão e dos dois jovens, fazendo um pedido desesperado.

Asuka: Por favor! Ajudem o meu primo! Ele levou um tiro e pode morrer!! Eu imploro!

Gon: Não se preocupe, eu e a Luh somos os médicos do navio... *tenta ajudar Iago, mas ele hesita por um momento*

Luh: O que foi, Gon?

Gon: N-Nada... Parece, que eu já vi ele em algum lugar... Qual o nome dele? *pegando ataduras com Luh*

Asuka: Iago...

Gon: I-IAGO?! IAGO ONIZUKA?!

Asuka: Iago Onizuka? Não, Iago Ryouma!

Gon: Ah... Eu pensei...

Iago: U-UUUGH!!

Borges: Gon, para de brincar e ajuda o rapaz!

Gon: S-Sim, senhor! Me ajuda aqui, Luh...

Com a mudança do sobrenome de Iago, Gon não o reconheceu, mas os dois já moraram junto com a Dercy/Eva na infância, junto com Boo Juliana, que agora está presa em Ziz, Luh, que está junto com eles agora, Nekiba Kazama, que está morto, e Samanta que ainda não sabe-se o que aconteceu com ela.


Phallus, Champz...

O Coronel chega com a sua nave, o Caveirão, bem na frente da casa de Thaysa. Os dois saem.

Nascimento: Thaysa... Deixe a Asuka e o Iago comigo... Fiquei sabendo que a Han vai chegar hoje, pode cuidar disso, não pode?

Thaysa fica em silêncio por alguns segundos.

Thaysa: Coronel... Eu...

Nascimento: Você pode... Não pode?

O Coronel podia passar aquele olhar para Thaysa como quem diz “pense no seu filho”.

Thaysa: S-Sim... Eu posso... *concorda de cabeça baixa*

Nascimento: Ótimo... Eu estou indo para a Grécia, esperar os dois. Se conseguir pegar a Han, me avise com isso. *entrega um walkie-talkie para Thaysa*

Thaysa: Acha que isso vai funcionar daqui até a Grécia?

Nascimento: O meu funciona! Agora vai para o aeroporto... Não deixe parecer que você não está preocupada em ser pega, a Han provavelmente já sabe que vocês são procurados. *entra na sua nave, mas antes retorna o olhar para Thaysa* Se você me trair... Vai imediatamente pra Ziz...

Thaysa: E o Steve?

Nascimento: Ele... O Steve vai ficar bem... Mas você pode esquece-lo caso não me ajudar.

Thaysa concorda calada com a cabeça, e o Coronel segue seu rumo na sua nave.
Na frente da casa de Thaysa, Kyara e Geh estavam lá com cara de paisagem. A policial vai entrando na sua casa.

Kyara: Thaysa... O que aconteceu?

Thaysa: ...Nada aconteceu, Kyara...

Mas Kyara sabia que tinha algo errado e para a caminhada de Thaysa mais uma vez, mas com o braço. Parecia que Kyara sabia de tudo, mas estava na casa da outra, seria falta de educação pressiona-la, então apenas a encarou por um tempo. Thaysa continua andando e vai tomar banho.


Ainda em Phallus, Karol, Nymaha e Marilyn voavam bem alto no céu, para não chamar muita atenção.

Karol: *carregando Nymaha* Nymaha, o frio está congelante aqui em cima, não acha que estamos alto o suficiente?

Nymaha: *com os olhos fechados* Eu sinto que estamos perto de Ziz! Eu preciso achar a Sophia e a Biah!

Marilyn: Já basta ter deixado o Shinigami e os outros sozinhos, ainda temos que procurar por essas duas. Acho que temos um problema maior que seria a fuga de Satã.

Nymaha: Por favor, Marilyn! Sinto que estou muito perto... Muito perto...

Nymaha começa a enxergar Biah e Sophia na sua mente, depois vê a imagem de Ziz, mesmo nunca tido visto a prisão. Do nada Nymaha some dos braços de Karol.

Karol: Que porra é essa?!

Marilyn: Acho que ela conseguiu... Lembra do que ela disse?

Karol: Pra ficar no mesmo lugar até ela voltar, pra ela me encontrar? É, lembro, mas quero ver como eu vou carregar as três nesse ar frio.

Marilyn: Pra isso eu estou aqui, minha irmã.

???: *na mente da Karol* Se divertindo aí em cima?

Karol: Uh? Falou alguma coisa, Marilyn?

Marilyn: Não, eu não...

???: *na mente da Karol* Fui eu, Karol. Eu sei que você se lembra de mim.

Karol: Aahh... Pra estar falando na minha mente e ter essa voz... Criss Angel!

Marilyn: C-Criss Angel?!

Karol: Vamos, Marilyn!

Karol volta para o solo voando, Marilyn tenta lembra-la de esperar Nymaha, mas não adiantou e ele não vê outra opção, se não seguir sua irmã mais velha.

Lá em baixo, Criss Angel, Wagner, Tsuki, Hani e Preston, estavam todos lá, esperando pela filha de Satã.

Criss: Já me superou, Karol?

Karol: Criss... *olha para Preston* Pai...

Preston: Eu to desapontado com você, porra!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nekiba
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 2492
Pontos : 3690
Data de inscrição : 20/09/2010
Idade : 24
Localização : No pico do Himalaia

MensagemAssunto: Capítulo 205 – Oooooooorra! Não deixava!   Qui Jan 16, 2014 7:59 pm

Capítulo 205 – Oooooooorra! Não deixava!

Ziz...

Duas presidiárias almoçavam uma gororoba estranha, mas como não comiam a dias, era o que tinha.

Presa1: Será que é verdade?

Presa2: O que é verdade?

Presa1: Da Fodona? Que ta trancafiada no fundo dessa prisão?

Presa2: Não sei, não quero saber e tenho raiva de quem sabe.

Presa1: Diz a lenda que ela foi presa aqui a mais de 600 anos, o que torna ela tão velha quanto Chuck Norris.

Presa2: *coloca as mãos no ouvido* Não to ouvindo! Lalalalala!

Presa1: A jaula dela é a mais grossa e a mais funda daqui! E ela fica beeeeeem no subterrâneo de Ziz... Se é que existe subterrâneo aqui.

Na mesa de trás, Biah estava quase se cagando de medo, junto dela estava Sophia e Boo, elas ouviam a história caladas enquanto encaravam Aya, Akane e Leandro na outra mesa.

Biah: A Nymaha abandonou a gente, não foi Sophia? *quase chorando*

Sophia: Biah, a Nymaha é nossa amiga além de nossa líder, ela não ia abandonar a gente por causa da Karol, nem do Shin e nem de ninguém! Ela vem sim... Ela vem...

Bem nas profundezas escuras e malcheirosas da prisão Ziz, havia apenas uma cela naquele corredor imenso. A parede daquela cela era tão grossa que tinha mais um corredor de espessura. Havia apenas um pequeno buraco para jogar comida, que inclusive estava bem sujo, e o começo dele era fortemente reforçado com aço maciço, pois o resto dele estava totalmente destruído.
Dentro daquela cela, imunda de comida, sangue e cadáveres, estava uma mulher, seu cabelo era praticamente ralo, com poucos fios na cabeça e os que tinham eram brancos, sua pele era praticamente cinza, ou roxa, esburacada, por causa da desidratação, da anemia e do stress que essa presa sofria. Seria um tratamento desumano até mesmo para uma presidiária perigosa e violenta, mas esta era longe de ser humana. Era uma Fodona.

Taty: Eu me ofendo com isso! Eu era uma humana e virei Fodona! Então eu não sou mais humana pra você?

Criss: E quanto a mim?!

Sophia: Eu vou virar uma Fodona um dia, e aí? Como é que fica?!

Desculpa ae, gente. Sabem que eu não quero ofender nenhum de vocês, paz e amor.

Taty: Vá se foder, narrador!

Ela grunhia como um animal faminto. Ela estava enrolada em correntes tão grossas quanto correntes de âncora, desde a baixo do pescoço até os pés.

Nisso, um soldado do BOPE vem chegando com um prato de comida, a mesma gororoba que as presas comiam nos andares de cima.

BOPE: Judiiiiiiith~ Aqui está sua comidinha~ Agora eu vou colocar sua comidinha nessa passagenzinha pra você comer tudinho... T-Ta bom?

O soldado vai colocando, com muito medo o prato na passagem. Uma corrente que prendia Judith sai dali do nada, arrancando um pedaço do aço, já corroído, da passagem de comida e enrola na cabeça do soldado, a Fodona puxa o soldado que gritava de medo e dor, não se via mais nada o que aconteceu com aquele pobre ser, só se ouvia o barulho dos gritos e dos ossos quebrando e a carne dilacerando. Depois só cai o corpo do soldado no chão, mas a cabeça fica dentro da cela, onde Judith se alimentava dela.

A Fodona assassina estava terminando de jantar a cabeça daquele soldado, quando ela ouve um barulho, olha para trás devagar, lá Nymaha tinha acabado de chegar.

Nymaha: Ué? Cheguei? *ainda não viu Judith* Cadê a Biah ou a Sophia? *olha para trás* Oh, com licença, você viu duas garotas aqui? Uma delas é tão branca quant-

Na mesma hora, Judith pula em Nymaha e morde seu ombro, arrancando muito sangue e um grito de dor de Nymaha. Não importava o quanto Nymaha batia em Judith, ela não soltava, estava quase arrancando o braço da norriana.

Nymaha: Saint Sword! *desce a espada no ombro de Judith, mas a espada não corta o osso da Fodona* Maldita! G-Golpe de vista!

Nymaha lança o olhar norriano bem nos olhos de Judith, o mesmo que de Chuck Norris e o mesmo que Asuka e Iago até hoje treinam... Nymaha conseguiu concluir esse treinamento.
Na hora Judith larga o braço de Nymaha.

Judith: N-Norriana?! Q-Quem é... você?!

Na hora a porta da cela de Judith se abre e três soldados do BOPE aparecem.

BOPE1: O que está acontecendo?! Um dos nossos morreu! *vendo a cabeça semi devorada do outro*

Judith pula em cima deles, mas outros dois soldados aparecem, todos os cinco jogam sangue no chão e fazem um selo com as mãos. Cercada, Judith simplesmente para, parecia que ela queria sair, mas uma força maior a prendia.
Judith se debatia e grunhia, parecendo um zumbi faminto.

BOPE2: Nymaha Norris! O que você está fazendo aqui? Você não devia estar aqui! *sem desfazer o ritual*

Nymaha: O que você vai fazer? Me mandar pra cadeia?

BOPE2: Exatamente... Não, espera...

BOPE1: NÃO SE DISTRAIA!

Nisso, Judith sai daquele círculo de sangue no chão e ataca a cabeça de um dos soldados com a boca. Os outros enfiam espadas, atiram em Judith, mas nada resolvia, só a deixava mais furiosa e a fazia exterminar os soldados como se fossem nada.

Nymaha aproveita a deixa da porta aberta e foge da cela. Judith termina de jantar a cabeça dos soldados e também sai da cela.

Judith: Norriana... Cadê você...?!

Judith, depois de dois séculos trancafiada naquela cela, finalmente sai.

---------------------------------------------------------------------

De volta para Phallus, aonde Criss, Preston, Wagner, Hani e Tsuki estavam frente a frente com Karol e Marilyn.

Karol: O que vocês querem?

Preston: Estamos aqui pra trazer você de volta... O Inferno não é lugar pra você, porra!

Karol fica em silêncio, olha para Marilyn com cara de paisagem, depois volta a olhar para Preston.

Karol: Heheh... Hahahahahahahahaha... HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!! HAHAHAHAHAHAHAHAAAAAAA AI CARALHO!! Ouviu isso, Marilyn?!

Karol ria tanto que deita a cabeça no ombro de Marilyn dando tapas fortes no peito do irmão enquanto ria.

Marilyn: É... É... Realmente engraçado... Minha irmã... *confuso*

Karol se joga no chão, chorando de rir. Criss e os outros olhavam um para o outro, confusos.

Hani-shi: Ela tá zuando com a nossa cara!

A filha de Satã levanta do chão, limpando uma lágrima de tanto rir.

Karol: Olha, como vocês me fizeram rir, eu vou deixar vocês irem, sem matar ninguém...

Criss: Karol... *levanta a cabeça olhando diretamente para Karol* Nós não vamos voltar sem você.

Tsuki: E nós vamos lutar, se precisar.

Karol: Com licença. *coloca a mão na frente do rosto de Tsuki* Eu não sou lá muito cristã, mas não me lembro de Deus criar moscas que falam.

Hani-shi: Na verdade, em Bee Movie-

Karol: Cale-se!

Preston saca sua espada e entra na frente do seu grupo, era o mais forte, então estava bem confiante.

Preston: Se você não vir pelo amor, vai pela dor!

Preston ataca Karol com sua espada Fodônica, ela para o ataque com as duas mãos, sem muito esforço.

Karol: Você não é mais tão forte quanto você era na minha época, tio Preston. *da uma joelhada no estômago de Preston que arranca o ar dele. Depois da uma cotovelada na sua nuca*

Criss: Preston! Não vamos lutar, aqui, tem pessoas por perto!

Preston: E desde quando eu me importei com os humanos, caralho?!

Preston ia atacar Karol mais uma vez, mas seus braços e pernas estavam presos com os tentáculos de Marilyn.

Marilyn: Eu deveria te matar duas vezes, Ex-nômade... Primeiro por atacar minha irmã e segundo por trair Satã.

Marilyn é interrompido por uma joelhada de Wagner, que veio correndo na fúria para cima dos irmãos do Inferno.

Wagner: Por causa de gente como vocês... Por cause de gente como vocês, minha namorada, grávida do meu filho, foi morta!

Karol: A Asuka estava grávida de você?!

Hani lança seu chicote que enrola no pescoço de Karol, o chicote estava com pequenas lâminas em volta de si, que cortavam a pele do pescoço da vampira.

Hani-shi: Não desvie sua atenção, Karol!

Karol: Sabe, é perigoso andar com essas coisas afiadas, você pode acabar se cortando. Ou pode DEIXAR UM DEMÔNIO PUTO DA VIDA!!

Karol pega o chicote e puxa Hani para si, ela ia dar um soco certeiro que poderia quebrar Hani no meio, mas um monte de espíritos seguram o braço de Karol.

Hani cai no chão e larga o chicote, antes que Karol resolvesse esmagar sua cabeça.

Karol: O que é isso? Estão me bolinando? Isso é assédio sexual!

Tsuki: Meus espíritos não vão te soltar, a não ser que eu ordene.

Karol: Bom, então eu vou só alegar defesa pessoal!

Karol concentra todo o seu ki demoníaco no seu corpo e solta de uma vez, queimando os espíritos, ainda jogando todos os que estavam perto para longe, mas primeiro ela segura o braço de Wagner.

Karol: *segurando Wagner* Eu quero saber se a Asuka está mesmo morta, porque se ela estiver, boa parte do sentido da minha vida se foi.

Wagner: E-Eu não falei da Asuka... Foi a Lix...

Karol: O que? Você engravidou a Lix? E eu achando que o Nekiba que ia fazer essa proeza, você realmente decaiu, Wagner...

Wagner: O Nekiba... Está morto...

Karol: *solta o braço de Wagner e segura seu pescoço* O que aconteceu?!

Wagner: F-Foi Satã... Ele causou um acidente pra possuir o corpo de um de nós, ou eu, o Nekiba, ou o Juh ou o Kyo... Mas o Nekiba morreu no acidente e ele usou o Juh pra matar a Lix! A Lix cuidou de mim enquanto eu estava acamado! E aconteceu!

Karol solta o pescoço do loiro jogando ele no chão. Depois fica um tempo olhando para o nada.

Karol: Você sabia disso, Marilyn? *sem olhar para Marilyn*

Marilyn: Não... Acho que ele sabia que a gente ia matar ele, então deve ter usado algum plano B, algum recurso que o fizesse sair do Lago de Fogo.

Criss: Nossa conversa não acabou, Karol!

Karol o ignora e sai voando, deixando até mesmo o irmão lá.

Marilyn: Karol! E a Nymaha!

Preston: Não vai achando que você vai embora também, porra!

Marilyn: Desculpa, mas acho que lutar comigo não vai adiantar muito... Você vão destruir a cidade de vocês, eu sou imortal, vocês não, ambos estamos ocupados, mas acho que os únicos que saem perdendo são vocês... Eu estou oferecendo uma trégua temporária, por favor, aceitem.

Criss: Ele está certo, Preston. A gente veio aqui pela Karol, lutar com ele não vai levar a nada.

Preston: ...Tsc... *não diz nada e guarda a espada deixando Marilyn ir embora atrás de Karol*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nekiba
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 2492
Pontos : 3690
Data de inscrição : 20/09/2010
Idade : 24
Localização : No pico do Himalaia

MensagemAssunto: Capítulo 206 – Um homem tem que fazer o que um homem tem que fazer... Uma mulher também   Qui Jan 16, 2014 8:01 pm

Capítulo 206 – Um homem tem que fazer o que um homem tem que fazer... Uma mulher também

Aeroporto de Phallus, 08:30 da manhã...

Thaysa: *falando no celular* Sim... Conseguiu o que eu te pedi? Nossa, Mirella, nem sei como te agradecer... Muito obrigada mesmo, Deus lhe pague... Okay... Okay, obrigada mais uma vez... *desliga o celular*

Thaysa estava no Phallus International Airport somente esperando na saída. Ela vestia uma jaqueta marrom aberta por cima e uma regata branca por baixo, usava um short jeans preto e sandálias.

Logo depois a policial percebe seu alvo saindo do avião. Era Han, vestindo roupas comuns e com uma mala de rodinhas, chegando a sua terra natal.

Han: Aaahh~ Lar doce lar... (pensa) Agora só falta eu tirar a Asuka e os outros de Ziz.

Thaysa: *usando óculos escuros* Psiu... Hey...

Han: Er... Com licença, esse “psiu” foi pra mim?

Thaysa: Claro que sim! *levanta os óculos sorrindo para Han ver*

Han: Desculpa, eu sou hétero, moça... Eu só teria uma relação homossexual se fosse com-

Thaysa: Sou eu, idiota! Thaysa!

Han olha bem para Thaysa, tentando reconhece-la.

Han: Jesus! Thaysa! Você comeu fermento?! Ta quase do meu tamanho!

Thaysa: Não teria alguma outra coisa que você deveria se preocupar mais?

Han: ...É verdade! Você devia ta em Ziz!

Thaysa: *tapa a boca de Han* É verdade, mas falando alto desse jeito você vai acabar mandando nós duas pra lá.

Han: *tira a mão de Thaysa da boca* Então o que você está fazendo aqui fora?

Thaysa: Eu consegui escapar do Coronel, por isso eu sou procurada. Mas você ainda não, por isso eu preciso de você.

Han: Hein? De mim?

-------------------------------------------------------------------

Dentro do navio do Capitão Borges, Gon e Luh, Asuka olhava o mar debruçada na borda do navio. Do nada chega o capitão, limpando o suor da testa com um pano.

Borges: Raios... Aquele teu primo és um gajo muito dos fortes! Hahahaha! Levar um tiro daqueles e sobreviver... És a fuder!

Asuka: Eu não te entendo as vezes com esse sotaque, Capitão, desculpa.

Borges: Tudo bem. Queres um cacete?

Asuka: O que?! Olha como você fala comigo!

Borges: O que há? É que tu parecias faminta, então te ofereci um cacete que eu ia comer agora. *pega uma baguete* Sabe, tive que enfrentares uma baita bicha para conseguir este cacete.

Asuka: Você bateu em um viado? Pra pegar um cacete?

Pra quem não sabe “cacete” é baguete, e “bicha” é fila... Portugueses...

Asuka: Isso é meio... Estranho, Capitão...

Borges: Tu és uma bela rapariga.

Asuka: Ta bom, se você continuar, eu vou ser obrigada a quebrar todos os seus dentes!

Gon: *chega* Asuka, “rapariga” é o mesmo que “moça” no país dele...

Asuka: Ah, ta okay então... *se acalma e volta a observar o mar* Como ta o Iago?

Gon: Ele está melhorando. Mas ainda não despertou. *tira os óculos para limpa-los na camiseta* A Luh está cuidando dele agora. Pode ficar tranquila. *sorri*

Asuka: Que bom... Eu vou dar uma olhada nele agora, licença... *vai saindo*

Borges: Tu não foste ao enterro de meu filho, Asuka?

Asuka: Seu... filho?

Borges: Ele falava tanto de tu... A gente conversava pouco, já que a gente sempre estava longe um do outro... *abaixa a cabeça* Ele te gostava bastante!

Asuka notava algo familiar no Capitão Borges, talvez o jeito de falar, a cor mulata da pele, o sorriso... Ela não sabia, mas aquele rosto não era novo para ela. Gon achou melhor levar Asuka logo para ver Iago, mas no caminho ele explica.

Gon: O Capitão perdeu o filho dele ano passado em um acidente de carro. Pelo que me disseram, era o filho dele quem trabalhava para o seu pai, Chuck Norris, como seu babá.

Asuka: O... O Nekiba?! Aquele cara é o pai do Nekiba?!

Ela estava chocada, mas agora tudo fazia sentido. Nekiba nunca falava muito de seu pai, pois o mesmo estava sempre no mar e tinha pouco contato com a família, e também a descendência lusa, mas Asuka ainda se perguntava “Como o Nekiba tem descendência portuguesa, cresceu em Champz, com sobrenome japonês e tem cara de árabe?”.

Gon: *sem olhar para Asuka* Bad Girl... Posso te perguntar mais uma coisa?

Asuka: Já ta me perguntando.

Gon: Bom, então eu vou perguntar uma coisa. Por acaso esse seu primo, Iago, cresceu em Slut?

Asuka: É, ele é meio que um irmão adotado. Os pais dele morreram em Slut, daí meu pai foi buscar ele pra morar com a gente quando a minha mãe ainda era viva.

Gon: E o seu pai, Chuck Norris, alguma vez já falou desse irmão ou irmã que ele tem que possa ser o pai ou mãe do Iago?

Asuka: Agora que você disse, realmente, meu pai nunca falou disso nem comigo e nem com o Iago... Nem eu soube que ele tinha um irmão até o dia de buscar o Iago.

Gon: Então... É o mesmo Iago que viveu com o Nekiba quando criança?

Asuka: Sim, o Iago e o Nekiba se conhecem desde pequenos em Slut.

Gon: EU SABIA! Eu sabia que a gente ia se encontrar um dia!

Asuka: Você conhece o Iago?

Gon: Nós vivíamos junto com a vovó Dercy em uma creche, lá tinham outras crianças, órfãs, que é caso da Luh, Boo e Samanta, ou que os pais não tinham condições de cuidar, que é o caso do Nekiba e do meu... A Luh tem que ver isso!! LUH! VEM CÁ!!

Asuka: Sério? Hahaha... O Iago vai ficar feliz em te ver de novo então.

Asuka, Gon e agora Luh entram no quarto onde Iago estava se recuperando, com uma bandagem cobrindo a ferida do tiro no ombro. Agora, depois de tantos anos, Iago mata a saudade de Gon e de Luh, mesmo a pequena não lembrando dele. Gon contou a Iago sobre o que aconteceu com Boo, Iago também conta o que aconteceu com a Dercy, deixando-o muito triste em saber que a pessoa que o criou e o educou foi morta. Mas nenhum dos dois sabia o paradeiro de Samanta.

Iago: Bem, Gon, Luh... *levantando* Temos que ir.

Luh: O que?! Mas vocês nem provaram o meu curry! *balançando os braços como uma criança*

Asuka: O Iago tem razão. Nós somos procurados, vamos trazer problemas pra vocês.

Borges: O curry da Luh vai ser servido no churrasco, com carne, filé de frango, linguiça apimentada, pão de alho...

Asuka: Ah, já que vocês insistem, eu fico.

Os irmãos Ryouma se empanturraram mais um pouco antes de pegarem um bote do Capitão Borges e caírem no mar...  Próxima parada: Grécia!

-----------------------------------------------------------

Aeroporto de Catania, Itália...

Juh... Ou melhor, Satã, contava o dinheiro que pegou de Fabrizzio depois de mata-lo. Era o suficiente para uma passagem de ida e volta para a Grécia, e ainda dava para comer bem em um restaurante. Afinal Fabrizzio tinha acabado de receber seu salário e ia levar para a sua namorada grávida, mas nada que Satã se importasse.

Satã: Okay, eu acho que eu vou comer alguma coisa antes e... Que porra é essa?

Ele levanta sua cabeça se surpreendendo com o caos, já no fim, que estava naquele aeroporto. Ele aproveita e para uma mulher assustada por lá para perguntar o que aconteceu.

Satã: Mi scusi... Quello che è successo qui?

Mulher: Mostri! Senza occhi! Senza occhi e la bocca cucita!...

A mulher estava muito apavorada, mas ao dizer que viu monstros, sem olhos e com a boca costurada, foi o suficiente para Satã perceber que o BOPE tinha feito uma visita por lá.

Satã: Er... Grazie...

Foi tudo o que ele disse até ir comprar as passagens. Mas a segurança do terminal informou que os aviões estavam fora de uso por hora devido aos problemas. Ele só teria que esperar cinco horas.

-----------------------------------------------------------------------


Han: Então a Asuka vai estar aqui?

Thaysa: Sim, a Mansão Norris foi destruída na luta, então a Asuka ta se escondendo do Coronel aqui.

Thaysa e Han conversavam enquanto entravam na Ilha de Lost, não tinha mudado nada desde que estiveram lá pela ultima vez.
A policial fingia que procurava o rastro de Asuka ou Iago, que já faz quase um ano que não entram nessa ilha. Mas Han acreditava em tudo que Thaysa dizia, ainda estava traumatizada pela perda de seu mestre e queria, mais do que tudo, encontrar Asuka que tanta falta fazia a ela. No caminho a Inathi contou sobre o que aconteceu com Hanzo Hattori, e como ela sozinha derrotou Kotaro Fuma, Sandayu Momochi e Sasuke Sarutobi.

Han: Thaysa. Já andamos demais, parece que estamos andando em círculo... *para de andar* Você não me esclareceu o que aconteceu entre você e o Coronel até agora. Como você escapou?

Thaysa: Han, ninguém conhece o Coronel como eu! Eu sei ler os movimentos dele! O jeito de pensar! De agir! Por acaso você ta duvidando de mim, Han?!

Han: N-Não... Claro que não, nós somos amigas, não somos?

Ao mesmo tempo em que Han se sentia culpada por duvidar de Thaysa (e com razão) a outra se sentiu ainda mais culpada por realmente estar traindo a amiga.

Thaysa não diz nada e continua andando, mas na frente dela aparecem três soldados do BOPE, eles desceram do céu, sabe-se lá como, mas apareceram.

Han: O BOPE?! *saca uma kunai*

Antes que Han tentasse dar meia volta, o Coronel Nascimento aparece atrás dela, segurando sua AK Fodônica. Seu olhar não era muito amigável, nem para Han, nem para Thaysa.

Nascimento: Thaysa... Você demorou demais dessa vez.

Han: Thaysa?! *olha para Thaysa, decepcionada, espantada, furiosa, tudo ao mesmo tempo* Então você...!!

Na hora Thaysa coloca a arma na cabeça de Han e gruda atrás dela, e com a outra mão, coloca alguma coisa dentro da calça de Han, o que parecia ser um papel.

Han: *percebe que Thaysa colocou alguma coisa escondida na calça dela*

Thaysa: Coronel. Eu disse que eu ia cuidar disso!

Nascimento: Thaysa, sai daí, caralho! Deixa eu levar a Han pra Ziz! Vai ver seu filho!

Han: Seu filho!? Oooowwwn parabéns, Thaysa!!

Os soldados do BOPE obrigaram Thaysa a soltar Han, mas o plano dela já foi posto em prática assim que aquele papel foi posto na calça da ninja. O Coronel tinha estacionado o Caveirão na praia e escoltou Han junto com os soldados até ele. Han foi posta na parte traseira da nave junto com os soldados monstruosos. Agora, além de Aya, Akane, Leandro, Sophia e Biah, Han também sofrerá em Ziz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nekiba
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 2492
Pontos : 3690
Data de inscrição : 20/09/2010
Idade : 24
Localização : No pico do Himalaia

MensagemAssunto: Capítulo 207 – You’ve got a friend IN me…   Qui Jan 16, 2014 8:05 pm

Capítulo 207 – You’ve got a friend IN me…

Phallus...

Shin: A gente podia ir atrás da Nymaha, por favor?!

Marilyn: A Karol sabe o que está fazendo... Tenta se acalmar um pouco, Shinigami.

Shin: Mas eu não sei que tipo de coisas que tem em Ziz! O combinado era vocês ficarem esperando ela lá até ela voltar com a Biah e a Sophia!

Marilyn: Está contestando o jeito da Karol agir?

Shin: Hmmmm deixa eu ver... SIM!

Smith: *entra no meio* Por favor, tenho certeza que se a Karol deixou a Nymaha lá é porque ela tem confiança nela.

Shin: Tsc... Até tu, Smith...

Marilyn, com a aparência de Ma-chan, quando estava na Máfia Angel, junto com Shin e Smith, estavam parados em frente a um cemitério. Lá dentro, Karol estava em frente a um túmulo.

Karol: ...Nekiba... Você é tão idiota... Por sua causa, meu plano de matar a Asuka se atrasou... Você com esse seu carinho paterno... Me mostrando o que é ter um pai de verdade... Uma família! Se você tivesse me deixado quieta eu podia ter matado Satã antes de ele matar a Lix! Antes de ele destruir a Mansão Norris! *da um soco forte no tumulo* SEU IDIOTA!!

A filha de Satã abaixa a cabeça e fica pensativa por um tempo. Mas logo ela levanta a cabeça olhando para o tumulo de novo.

Karol: Na verdade, isso foi bom... Com você morto, aquela pequena faísca de humanidade que você colocou em mim se foi... Agora nada pode ficar no meu caminho. Misericórdia. Perdão. Compaixão... Se eu não sentir nada disso eu vou ficar muito, muito mais forte! Hahahahaha!

-----------------------------------------------------------------

Tártaro...

No lugar mais podre do Tártaro, onde só tinham cadáveres e sangue de batalha no chão, o cheiro forte de podridão e entranhas, nessa cena feia, duas harpias brigavam para comer as entranhas de um ciclope morto. Mas logo a briga acaba quando um pé de mais de 500 metros de largura as esmaga, era como se uma cidade inteira pisasse em cima delas.

Cronos: UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUGGGGHHHHH!!!

O titã andava de um lado para o outro, cambaleando. Obviamente sua altura estava bem maior que quando encontrou Bia e os outros, mais de dois mil metros de altura.
Por algum motivo ele gemia alto e parecia sentir muita dor e agonia.

Cronos: P-Parem... com isso!

De dentro da boca do estômago de Cronos, um buraco se abre seguido de uma forte luz dourada. Cronos tem sua barriga aberta e suas entranhas expelidas para fora.

Cronos: Q-Que porra... é essa?!

De dentro desse buraco na sua barriga saem Bia Winamoto, Yoshi, Quíron e Kratos, Bia carregava um rapaz nu. Mas na altura de seu estômago era como se eles tivessem se jogado de três Monte Everest [Sendo que o Monte Everest tem mais de 8000 metros!! É DE MAIS DE OITO MIIIIIL!!].

Kratos: *lança a Athena’s Blade direita na perna de Cronos e, com a mão esquerda, segura o braço de Yoshi* SEGURA!

Yoshi: *se segura em Kratos e esquiva de Quíron e Bia que caíam logo depois* Wow!

Bia enfia a Atalia na perna de Zeus e se segura com a mão esquerda na espada, sem pensar ela larga o rapaz nu e segura a mão de Quíron que estava caindo, mas o centauro segura o rapaz pelado como veio ao mundo.

Bia: *fazendo muito esforço para segurar todo mundo* Ugh!!

Quíron: Bia! M-Me solta! Me solta e leva ele!

Se fosse a antiga Bia, pensaria muito antes de deixar um amigo morrer, mas essa é a nova Bia.

Bia: Ok!

Quíron joga o rapaz para cima, Bia larga Quíron que vai caindo e batendo na perna de Cronos. A filha de Apolo segura o braço do homem pelado para que ele não caísse. Mas Quíron foi até o chão, e, além de se espatifar com impacto, foi esmagado pelo pé de Cronos.

Bia: *olhando de lá de cima* Oh... Quíron...

Kratos: BIA! O CRONOS VAI CAIR!!

Não tinha tempo de Bia ir até o lado do Kratos, ou o Kratos ir até o lado da Bia. Cronos era tão grande que cairia no chão e esmagaria todos antes que eles se encontrassem.

Bia, que estava na perna esquerda, começa a escalar e correr até o outro canto do joelho. Kratos também carregava Yoshi até o lado direito do gigante.

Kratos: Yoshi! Quando ele estiver chegando perto do chão a gente pula!

Yoshi: Ok!

Cronos cai de joelhos no chão, a força do impacto foi tão grande que Bia se desequilibrou e caiu, mas como já estava próxima ao joelho, a queda foi menor.

Yoshi: Ela deixou Ganímedes cair!

Kratos: Se ele morrer, eu mato a Bia!

Kratos larga o garoto em Cronos e da um pulo, mas como Kratos tinha a Icarus Wings, que faz brotar asas em suas costas, permitindo que ele voe por um curto tempo, o fantasma de Sparta tenta voar até o outro lado de Cronos, era uma longa viajem só para dar a volta no Titã e ele ainda caía, então o tempo era curto, ou ele seria esmagado pelo corpo do Titã. Yoshi já cai no chão se arrebentando com a altura.
Bia se levanta e tenta arrastar Ganímedes, o rapaz pelado, mas Kratos chega a tempo logo antes de Cronos se chocar com chão e salva Ganímedes, mas somente Ganímedes.
Quando o corpo de Cronos se choca com o chão, uma enorme cratera se forma em volta dele, destruindo tudo, jogando Bia e Yoshi para cantos distintos enquanto Kratos corria para longe com Ganímedes e tentando não ser pego pela nuvem de poeira e escombros que levantou quando Cronos caiu.

Depois de algum tempo, Kratos volta e tira Bia do meio dos escombros. A garota tossia e se limpava da sujeira e do sangue.

Bia: *cof* E o Yoshi?! *cof*

Kratos: Deve estar morto. *frio*

Bia: Como está o Ganímedes?

Kratos: Está vivo, é isso que importa.

Bia: Ótimo... Vou dar a volta no corpo do Cronos e ver se eu encontro o Yoshi.

Depois de algumas horas de caminhada, Bia e Kratos se encontram com Yoshi.

Yoshi: Ganímedes?! Ele está vivo?!

Bia: Muito machucado, mas está vivo... Mas pelo menos agora, com Cronos morto e com o Ganímedes, nós temos chances de sair do Tártaro! *mesmo cheia de esperanças, não parecia feliz* ...Deixa eu curar as feridas dele.

Kratos: *olha fundo nos olhos de Bia* Ele vai ficar COMIGO!

Bia: E por que?

Kratos: *vira as costas e sai andando like a boss com Ganímedes* Porque eu sou o único capacitado, vocês não!

Yoshi: E o que a gente vai fazer agora, Bia?

Bia: Seguir com o plano... Não vamos deixar a morte de Grover, Percy, Annabeth-nee-san e do Quíron serem em vão...

A nova Bia tinha mudado pouco, estava com o cabelo bem curto e também estava um pouco mais musculosa. Usava uma armadura de bronze com detalhes dourados. Yoshi também amadureceu ainda mais nesse ultimo ano, a barba não era mais rala, agora ele tinha bastante barba, usava o cabelo longo até as costas e preso atrás e estava quase da altura de Bia, também bem mais musculoso. Kratos não mudou nada, absolutamente nada, e é assim que tem que ser!

[TRILHA SONORA!!! =D]
Spoiler:
 

Bia, Yoshi, Kratos e Ganímedes, os únicos sobreviventes do Tártaro, andam em meio aos cadáveres de monstros no Tártaro.

-------------------------------------------------------

Phallus...

Wagner: *saindo de casa*

Lana: Por favor, Wagner! Deixa eu ir com você!

Wagner: Lana... Você precisa ficar e cuidar da sua mãe enquanto Chuck Norris não volta.

Kyara: *segura Lana* Por favor... Fica, Lana-chan...

Lana:...

O novo e mais forte Wagner sai, encontrando Preston, Criss, Tsuki e Hani, que o esperavam do lado de fora.

----------------------------------------------------------

Ziz...

Nos portões de entrada da prisão, o Coronel Nascimento e outros três soldados do BOPE escoltavam Han, algemada e indefesa para encontrar Leandro, Aya e Akane.

-------------------------------------------------------

Uma porta se abre e Thaysa estava do outro lado, acompanhada de dois soldados do BOPE e de Ike Naegino. Steve, o filho adotivo de Thaysa sai desse quarto e abraça a mãe. Thaysa começa a chorar e a beijar e a abraçar Steve, como se ele fosse fugir.

--------------------------------------------------------

Dentro de um avião, uma aeromoça passa entregando alguns comes e bebes. Satã, no corpo de Juh, foi uma das pessoas que pegou algo para beber... Ele lia um jornal, e a matéria principal era de que Asuka e Iago eram foragidos do BOPE.

---------------------------------------------------------

Inferno...

Karol, Marilyn, Undertaker, Beliel, Shin e Smith estavam prontos para sair.

Karol: Nós vamos na frente...

Shin: A gente vai trazer a Nymaha e as outras em segurança.

Karol: ...Seria bom... O resto vem comigo.

Karol, Beliel, Undertaker e Smith vão direto para a Grécia. Shin e Marilyn vão tentar resgatar Nymaha na prisão.

----------------------------------------------------

Mar Mediterrâneo...

Asuka/Iago: *remando em um bote no meio do mar*...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Bad Girl 7ª temporada
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» Água de Mar [Nova temporada]
» Inscrição da Emi/Anne [3ª temporada]
» Inscrição da Miku/Mikaru [2ª temporada]
» [DAREDEVIL] - Terceira temporada confirmada !!!
» Chefs' Academy [2ª Temporada] - AMANHÃ

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
FanFuck :: Bad Girl! :: Bad Girl! [FanFuck]-
Ir para: