InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Compartilhe | 
 

 Easter Games

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Miwa Kira

avatar

Mensagens : 297
Pontos : 328
Data de inscrição : 20/09/2010
Idade : 22
Localização : Nowhere land =D

MensagemAssunto: Easter Games   Qua Jul 13, 2011 10:39 am

Well, já passou da páscoa há muito tempo... Mas eu que não vou largar minhas hentais com tema de chocolate /o/ Lembrando que não são só hentais, tem shounen-ai/shoujo-ai/shoujo, ecchi e lemon/orange/hentai.

Não escrevi mais, mas vou terminar. Tava ocupada com sexo Uhum



Bem, eu vou fazer uma sequência assim:

Hentai
Ecchi
Shoujo-ai/Shonen-ai/Romance



Última edição por Miwa Kira em Qua Jul 13, 2011 10:45 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miwa Kira

avatar

Mensagens : 297
Pontos : 328
Data de inscrição : 20/09/2010
Idade : 22
Localização : Nowhere land =D

MensagemAssunto: I - AsuHan R18   Qua Jul 13, 2011 10:40 am

I - AsuHan R18


Próximo da páscoa a maioria do pessoal estava empenhado nos preparativos. Chocolates sendo comprados, feitos, providenciados para serem entregues aos entes queridos e pessoas importantes incluindo os amigos da Bad Girl e a galera de Phallus.

Asuka: Gyaah! Esqueci de comprar os ovos de páscoa! Akane-chan, vem comigo?

Akane: Gomen, Asuka-sama. Eu já tinha combinado com o Juh-sama e a Tsuki-sama de ir ajudá-los a arrumar o salão de festa. Aliás, estou indo encontrá-los. Ja ne. -sai-

Asuka: AHHHH... Aneue! -vai correndo pra cozinha- Aneue! Aneue! Me ajuda a comprar os ovos de páscoa? -carinha fofa-

Bia: Comprar...? Mas eu vou fazer os meus, Asuka-chan. Quer ajudar?

Asuka: Fazer?! Ta brincando né, aneue? Minha comida só falta criar vida e você quer que eu fala chocolates para todos os nossos amigos?! É trabalhoso demaiiiiiiis... -cara triste-

Bia: Gomen, então não posso ajudar. Estou um pouco ocupada fazendo esses bombons. -triste por não poder ajudar-

Asuka: Tudo bem, vou pedir pro nee-nee!~

Iago: *só a voz* NÃO VOU! E VOCÊ NÃO ME OBRIGA!

Asuka: Nee-nee! -irritada- Ta! Tudo bem! Eu ainda tenho a Han!

Bia: Ela estava arrumando umas fantasias para a festa de páscoa.

Asuka: Fantasias? Mas isso não é no Hallowen?

Bia: É, mas fazer festa à fantasia na páscoa é bem original. -óbvio-

Asuka: Awwww. Ok, então vou até a casa da Han! -sai correndo-

Chegando na casa da Han ela bate na porta e aguarda um pouco, ninguém atende então ela bate de novo esperando resposta já impaciente.

Han: *lá de dentro então só a voz* Já vai!

Asuka: ANDA LOGO, HAN! SOU EU!

Han: -abre a porta correndo- Senpai?! Asuka-senpai, o que faz aqui? Digo, como é bom vê-la. Achei que só nos veriamos na festa.

Han estava segurando o próprio busto pois estava esperimentando uma fantasia de coelho, na qual a peça principal era um 'maiô' um tanto... sexy. O fecho nas costas estava aberto pela pressa em atender a outra então o improviso para não expor seu corpo enquanto ia correndo para receber sua querida senpai.

Asuka: Queria pedir um favor.

Han: Pode falar, senpai. Faço qualquer coisa para te ajudar!

Asuka: Pode ir comprar os ovos de páscoa comigo? São tantos!

Han: Claro! Mas... Ahn... Só tenho que arrumar as fantasias e me trocar. Pode subir um minuto comigo e esperar?

Asuka: Nhaaaaaa, vai assim mesmo!

Han: -corada- SENPAI!

Asuka: Tudo bem! Tudo bem! Eu subo. -entrando na casa e indo até as escadas-

Han: -a segue em direção do quarto e entra com a outra- Senpai, vai usar uma das fantasias? Se quiser pode escolher uma agora.

Asuka: Pode ser. -dá de ombros e vai olhar as fantasias.

A grande maioria das fantasias eram de coelhos (para as meninas), mas todas em estilos diferentes, mais sexys, ousadas, ou kawaiis e meigas. Asuka pegou uma fantasia e ficou observando até que Han a incitou a esperimentar.

A mais velha tirou a camiseta ficando só de sutiã e ia tirar o resto para experimentar a roupa quando a mais nova pediu um auxilio.

Han: S-Senpai! O meu zíper emperrou! -se esforçando para fechar o zíper nas costas- Ajuda?

Asuka: -bufa e vai até Han ficando de frente para ela e segurando o zíper nas costas (método não eficaz por acaso)-

Han: -cora com a aproximação da outra e fica apenas observando-

Asuka puxa o zíper da fantasia de Han que acaba estourando na mão dela desequilibrando as duas e fazendo com que a mais nova caísse por cima de sua senpai na cama. A de cabelos longos permaneceu encarando sua senpai, com o rosto corada e borboletas no estomago, sabia que desejava tirar proveito daquilo, mas não sabia se teria coragem. Respirou fundo e apoiou uma mão no seio direito da outra, não sendo o bastante para segura-lo pelo tamanho.

Asuka: O que você ta fazendo, Han?! -irritada-

Han: -respira fundo- Uma... Coisa legal... -começa a massagear o seio de Asuka que solta um gemido de leve pela carícia, apenas incentivando Han a continuar-

A mais velha não gostava de garotas e estranhou sua reação ao ser tocada, mas de fato aquela carícia era boa e enquanto continuasse assim não teria mal nenhum... Teria?

Han: -apoia a outra mão na virilha de Asuka e começa a acariciar o local até desceu ao meio das pernas dela, massageando por cima da roupa da outra e fazendo-a mais uma vez suspirar-

Ela estava com tanta vontade que acabou por impulso aproximando-se mais e beijando a outra com um tanto de voracidade.

Asuka assustou-se e pensou em impedir Han, mas a outra prensou seu corpo contra o da senpai, fazendo a parte de pele nua das duas se tocarem e apertando as mãos no corpo da mais velha a vez meio que excitar-se. Ela cedeu ao beijo, não só por ter sido envolvida pelo momento e pela excitação transmitida pelo corpo da outra, mas também pelo sabor e a macies dos lábios de Han, algo que nunca se sente quando se beija um rapaz.

Han aproveitando a passagem começou a sugar a língua da outra que gemeu baixinho, mas logo estaria fora do controle. Asuka girou o corpo fazendo a mais nova ficar por baixo ofegante e confusa, com medo daquilo acabar, mas para sua felicidade só estava começando. A senpai tomou os lábios da outra com voracidade absurda, chegando a quase violência. Sugou os lábios de Han, sua língua, mordeu a boca, até o queixo foi alvo enquanto separam-se para tomarem ar.

Asuka: Se contar para alguém eu te mato!

Han: Sou um túmulo, senpai! Jur-

E antes que pudesse terminar a promessa teve os lábios tomados pelos da outra que parecia ter pressa em continuar com isso. Asuka deslizava as mãos pelo corpo da "púpila" sem pudor, apalpava e aproveitava da nova sensação. Abaixou o resto de tecido que impedia o contato com a nudez do corpo de Han e tirou a própria calça sendo novamente virada para ficar embaixo.

A menor abriu o sutiã da senpai, se deleitando com aqueles grandes e macios seios. Ela anseava chupa-los a tanto e tanto tempo, cada pedacinho deles era explorado. A língua de Han passeava em torno do bico do mamilo que era tomado pelos dentes dela em um chupão de vez em quando. Revesava-se de um para o outro fazendo Asuka arfar de prazer enquanto sentia sua sexualidade ser apalpada pela mão da senpai que não demorou muito a penetra-la com um dedo arrancando-lhe um gemido que apenas foi abafado quando Han chupou o outro seio de Asuka.

Asuka: É bom?

Han: M-Muito...

Asuka: Então eu quero também depois...

Han assentiu e sentiu-se novamente sendo virada. A mais velha apoiava seu peso por cima dela agora tirando o sutiã da menor e repetindo o ato da outra enquanto agora a penetrava com dois dedos, girando-os e fazendo Han arquear o corpo para atrás de excitação.

Tudo era muito urgente, muito corrido. Talvez pelo anseio de Han, ou pelo medo de Asuka de arrepender-se do que haviam começado ali, mas o que mais era emanado entre elas era o desejo e o prazer.

Han apertava e arranhava as costas da senpai, alisava seus cabelos e arfava gemendo o nome de Asuka enquanto sentia-se sendo invadida pelos dedos ageis de Asuka e delirava com a língua da mesma circulando seus mamilos duros antes deles serem mordidos e chupados com força.

Han: S-Senpai... Tira... Tira sua calcinha... Q-Quero fazer algo gostoso.

Asuka retirou os dedos de Han e acatou o pedido dela, tirando sua última peça de roupa. Parou por um momento sentando-se na cama e esperou que Han viesse até ela, abrindo suas pernas e as dela e encaixando as duas de modo que seus sexos se tocassem de maneira erótica. A mais nova começou a esfregar o sexo no na outra com vontade fazendo a mais velha aderir ao movimento pelo gosto da sensação.

Ela abriu um pouco mais as pernas pedindo para Asuka fazer o mesmo, permitindo que o ponto de prazer de cada uma tocasse no da outra, fazendo-as gemerem com o contato aumentando a velocidade em que se esfregavam. Han começou a bater o seu sexo no de Asuka que acompanhando a ideia fez o mesmo, com mais força e mais velocidade.

A mais velha virou Han, ainda tendo esse contato, só que ficando por cima dela. Apoiou as mãos ao lado do corpo dela e levou o corpo para cima e para baixo fazendo o baque do encontro entre suas partes intímas ser mais forte e rápido deixando ambas ofegantes e excitadas o bastante para sentirem ao toque de uma na outra que estavam molhadas.

Han desceu um pouco, parando os movimentos e agora aproximando perigosamente a boca da intimidade da senpai, que nada protestou, apenas virou-se para que a outra tivesse melhor contato, deitando as costas no colchão e abrindo um pouco as pernas. Sem nem contestar a Inathi já pousou os lábios com desejo na boceta da Ryouma que gemeu com o contato e ainda mais quando sentiu-se ser penetrada pela língua da outra que explorava o interior de sua senpai enquanto massageava seu ponto de prazer com a mão.

Para dar mais prazer a senpai Han decidiu usar as duas mãos, penetrando-a com uma mão que acompanhava a língua que chupava e passeava pelo interior de Asuka e usando a outra para continuar aquela massagem excitante no ponto peculíar que pedia cuidados especiais. A Ryouma arfou e sem demora se contorceu em um espasmo de excitação concedendo a Han a oportunidade de beber de seu liquido.

Mesmo cansada pela excitação Asuka subiu em Han virando-a de costas e penetrando-a de uma vez com três dedos em sua cavidade frontal enquanto chupava aquele buraquinho chamativo das nádegas da 'amante'. Ela chupava, enfiava a lígua, apertava a bunda de Han com a mão livre, tudo isso apenas para ter o prazer de ouvi-la gemer sem pudor. Em pouco Han gozou na mão de Asuka e deitou cansada na cama, demonstrando a exaustão que aquela coisa tão gostosa causava.

Asuka deitou ao seu lado colocando a mão na boca por curiosidade e provando do líquido da outra, sorrindo ao perceber que gostou daquilo.

Asuka: Repito, se contar para alguém você morre!

Han: Não vou! Juro!

Asuka sorriu e tomou os lábios de Han mais uma vez com voracidade sugando a língua da outra com vontade e deixando-a rapidamente sem ar e meio desnorteada ao serem separadas em busca do oxigênio.

Asuka: Quem sabe podemos repetir?

Han sorriu com a ideia e se encolheu um pouco, estava cansada e precisava dormir. Ela sabia da rotina de sua casa e se não dormisse não seria capaz de ficar acordada para a festa e algo depois dela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miwa Kira

avatar

Mensagens : 297
Pontos : 328
Data de inscrição : 20/09/2010
Idade : 22
Localização : Nowhere land =D

MensagemAssunto: Re: Easter Games   Qua Jul 13, 2011 10:49 am

II - IagoBia - Ecchi



Estava tudo calmo na mansão, Akane havia ido com o Juh ajudar a ele e a Tsuki com a compra dos ovos de páscoa, Asuka saíra desesperada atrás de alguém que lhe ajudasse, muito provavelmente a Han, e Iago não dava sinal desde que havia passado em direção ao quintal mais cedo por isso Bia resolveu fazer seus chocolates, assim não teria problemas em ser zombada por se sujar com coisas tão simples como cremes e confeitos.
Chegava a ser engraçado e ao mesmo tempo gracioso, era pegar para cozinhar algo que tenha creme, calda e afins que a filha de Apolo se estabanava toda e acabava suja, mesmo que o resultado final da receita fosse incontestavelmente delicioso.

Norris-sama e Kyara haviam tirado o dia para uma pequena "diversão de casal" saindo até a noite e ao que parecia Lana estava ocupada ajudando nos preparativos da festa que os amigos fariam para aquela comemoração.

Bia pegou as formas de ovos de páscoa e de pequenos bombonzinhos moldando os doces com o chocolate que havia derretido em banho maria e esfriado para moldar melhor.

A garota vestia roupas simples, justamente para não acabar manchando algo importante, estava com um shortinho mais pequeno do que a agradava e uma regata justa ao corpo com os cabelos cumpridos presos em um coque mal-feito que mais estava para meio rabo de cavalo. A bochecha suja por um risco de chocolate, mostrando o quando era atrapalhada com essas coisas, não influênciando nada em seu talento culinário.

Um pequeno ruído e alguns passos vagarosos tomaram o ambiente. Bia nem se deu conta de que alguém havia entrado, talvéz pela concentração que colocava nos doces para fazê-los perfeitos e com carinho não esquecendo de nenhum dos amigos ou simplesmente por ter uma atenção incrivelmente ruim quando se foca em não se sujar. A garota levantou a mão com a colher para passar o braço no rosto e mais uma vez se sujou agora tendo a bochecha e a ponta do nariz tingidos de chocolate. Ela se virou com intenção de pegar um pano murmurando coisas desconexas que poderiam ser entendidas como xingamentos quando deu de cara com um Iago postado ao balcão sentado fitando-a com face de riso e a mão segurando o queixo.

Iago: É uma criança mesmo...

Bia: Desde quando você ta ai criatura?! - perguntou irritada pelo susto ainda procurando o pano para se limpar.

Iago: Faz tempo, mas você tava tão concentrada que eu resolvi não atrapalhar *dá de ombros* Se fosse um bandido teria te pegado desprevinida.

Bia: Se fosse um bandido ele não seria idiota de entrar na mansão Norris.

Iago: Vai saber. *ri* Se bem que se ele visse você assim, com essa roupa e suja de chocolate, ele iria mudar de planos e tentar ser um estuprador. *comentou rindo*

Bia: *corando muito de vergonha e de raiva juntas* Agh! Não fale besteiras, baka! Droga de pano, onde ele está? *procurando*

Iago: Deve estar aqui. *disse indiferente apontando para o seu lado enquanto ainda ficava com o braço em cima do balcão*

A garota contornou o balcão e foi até ele procurando o pano que ela infelizmente não encontrou.

Bia: Não tem pano nenhum aqui.

Iago: Ah é? Hm... Acho que não precisa de pano não.

Bia: Não, haha, eu to suja não ta vendo?

O rapaz assentiu sorrindo e afirmando ver que ela estava com chocolate no rosto, mas para explicar o porque do pano ser desnecessário ele segurou o queixo da filha do sol de leve e puxou seu rosto para perto lambendo o chocolate dele e deixando-a totalmente enrubecida.

Iago: Pronto *sorriu* Agora o pano é inútil.

Bia: P-Porque você fez isso?

Iago: É gostoso, oras. *dá de ombros* Vai dizer que não gostou...

Bia: ...

Iago: Viu! Eu sabia, haha. *se levanta e vai até o pote de chocolate trazendo-o para o balcão*

Bia: O que você vai fazer com isso, Iago?

Iago: Me divertir. Agora fica quietinha senão eu serei mau.

Ele a segurou pela cintura ouvindo-a protestar e a colocou sentada sobre o balcão, de frente para ele, sorrindo. A garota fechou o rosto ainda muito corada com aquela brincadeira, estava se irritando com essa coisa.

Iago: Ainda não preciso usar isso, você já tá suja mesmo. *aponta para a coxa dela que tinha uma gota de chocolate*

Bia: Você não vai-

Antes que ela terminasse de questionar já havia uma língua deslisando por sua coxa e lambendo o doce que estava lá. O rapaz aproveitando o contato com a área mordiscou e deu uma chupada no local tirando um murmúrio da garota.

Iago: Viu! Eu sei que você gosta!

Bia: Eu nunca disse nada contra... *corada* Mas, sério, melhor você parar, alguém pode chegar.

Iago: Foda-se.

O loiro pegou a colher que antes era usada para fazer os presentes do pessoal e passou pela coxa dela fazendo uma trilha onde ele se aproveitaria. Apoiou uma das mãos na cintura dela e a outra apertou a coxa em que não brincaria com força, posou os lábios em cima do chocolate e começou de novo a brincadeira, lambendo, chupando e mordiscando aquela perna que de tão branca ficava com vergões por conta da sucção.

Além da boca ele aproveitava para passar as mãos pelo corpo de Bia, que apenas murmurava, ainda pela teimosia, tentando protestar, mas sem ter sucesso logo parou mordendo o lábio inferior e suplicando mentalmente para não ser torturada. Iago aproveitava para massagear a parte íntima dela por cima do short e quando esteve satisfeito das investidas da boca contra a coxa macia acabou por depositar um beijo na área massageada por cima do tecido mesmo só para ver a reação da menina, que fazia exatamente como esperado.

Essa era a graça do jogo, Bia não protestaria conforme fosse envolvida, mas ainda mantinha aquele rubor no rosto e a temperatura do corpo, que já é maior que o normal, só se elevava ainda mais pelo embaraço que ela sentia, mesmo gostando daquilo.

Ele pegou novamente o chocolate colocando um pouco nos ombros da garota e na parte exposta do seio, acima do decote da camiseta. O ataque dos lábios estava um pouco mais urgentes e ele não tinha pudor nas carícias que fazia com as mãos, massageava o seio dela, apertava seu corpo contra o dele e acabava por invadir sua roupa deslisando as mãos até em cima do sutiã da morena.

Bia: P-Para de me marcar... - Ela murmurava sempre entre suspiros quando tinha parte da pele branca sugada e reparava no vergão que se destacava.

Iago: Porque? Fica mais divertido saber que fui eu quem fez isso.

Antes de mais palavras da parte dela, ele simplesmente abaixou a alça da blusa da garota acompanhando a alça do sutiã que também foi retirada expondo mais do seio grande e macio que foi atacado de prontidão fazendo-a gemer com o contato. Ela estava se envolvendo mais pelo extase e acabou por invadindo a roupa do rapaz com as mãos, arranhando-lhe as costas e mordendo o lábio inferior para conter gemidos de excitação.

Bia, resolvendo participar mais da brincadeira, pegou um pouco do chocolate e sujou o pescoço do rapaz, começando assim a fazer com ele o que Iago estava lhe fazendo até agora. O loiro sorriu aos toques ta morena e chupou-lhe o pescoço com vontade quando viu essa oportunidade. Ela levantou o rosto dele, encarando-o ainda enrubecida e um pouquinho ofegante.

Iago: Ta com vergonha disso? - perguntou rindo.

Bia: Cala a boca.

Ela tomou-lhe os lábios com voracidade enquanto passava as mãos por dentro da blusa do rapaz, em seu peito e o mesmo não hesitava em acaricia-la agora colocando a mão por baixo de cada parte de pano que desejasse. Iago foi um tanto surpreendido por sentir a 'deusa' envolver sua língua em uma dança deliciosa, uma surpresa boa assim como a surpresa de senti-la sendo sugada com força e tirando dele um gemido abafado pelos lábios da moça.

Ao afastarem-se em busca de ar ele não dava descanso já beijando-lhe no pescoço e mordendo a orelha dela. Ele arrumou as pernas dela em volta de seu corpo, cravando as mãos nas coxas dela e inclinando-a um pouco para tirar-la dali. No meio da excitação toda acabou por previsível onde ia parar, mas acabaram ouvindo a campainha tocando. Ela afastou-se um pouco fazendo menção de ir atender.

Iago: Deixa...

Ele pediu quase que eu um sussurrou tomando os lábios dela.

Bia: Eu não... Não posso deixar...

Ele parou para encara-la evidentemente descontente com a interrupção.

Iago: Vai parar para atender a porta?

Bia: A Miwa disse que iria trazer umas coisas que eu pedi para o chocolate especial que tenho que fazer... Desculpa.

Iago: Chocolate especial? *levanta uma sobrancelha* Vai trocar isso *aponta pra si mesmo* por um chocolate especial que você tem que fazer?

Bia: *bufa* É... O chocolate especial por acaso é para o dono "disso" ai.

A campainha foi tocada novamente e ela o olhou meio que perguntando se ele deixaria. O rapaz se afastou um pouco, ainda mantendo contato com o corpo dela.

Iago: Cortou o meu barato...

Bia: Eu prometo que terminamos isso depois! *levantando-se*

Iago: Depois? *segura o braço dela encarando-a com um sorriso... 'safado'*

Bia: É, é. Depois. *ri e desce do balcão*

Iago: Vou cobrar.

Bia: Tem mesmo, eu esqueço.

Iago: Não vou deixar esquecer.

E puxando-a contra si mais uma vez tomou os lábio dela fazendo-a ficar totalmente corada e um tanto ofegante ao se separarem.

Iago: Ainda hoje eu te cobro para não ter risco de esquecer.



Ta, eu cortei o barato, eu sei, mas é que tenho ideias para 2 hentais que seriam sequencias desse ecchi... Eu vou abusar disso com a sensei. E como eu estou encaixando os fatos eu meio que deixei essa brecha pra por o shoujo-ai que vai me fazer morrer feliz *0* É bem previsivel o que vem depois, mas tudo bem, nem ligo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miwa Kira

avatar

Mensagens : 297
Pontos : 328
Data de inscrição : 20/09/2010
Idade : 22
Localização : Nowhere land =D

MensagemAssunto: Re: Easter Games   Seg Jul 25, 2011 9:36 am

III - BiaMiwa - Shoujo-ai


*Explicação: Depois de certo acontecimento em que esse capitulo foi baseado eu e o Bruno chegamos a extrema conclusão de que se a Bia fosse pegar uma garota ela seria seme, porque porra... Ela me deu uma prensada que eu fiquei com vontade de gritar "Me come!". O orgulho dela deixa ela tão fofa *-* Quando fica brava também é muito foda ;D


A campainha havia tocado e a filha de Apolo corrido para abrir a porta. Ela sabia quem era, pois estava aguardando, é claro, como havia comentado ao norriano.
Assim que abriu a pequena loira saltou nela largando a sacola e grudando em seu pescoço.

Miwa: Biaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa~ *-*

Bia: Sai de cima, Miwa! o_ó

Ela a empurrou e a menor fez um bico que logo se desfez ao reparar que a pele da morena estava em alguns pontos avermelhada.

Miwa: Ne... Andou se divertindo sem nem me chamar? - perguntou apontando para um vergão no ombro da menina.

Ela corou e virou o rosto sem falar nada.

Miwa: Me conta, Biaaa! O Nii-sama vai morrer de ciúmes :/

A mais velha parou no meio da escada e virou-se para a loira fazendo um sinal para que ela subisse. A feição era séria, o que só deixava Miwa mais animada.
Ela subiu alcançando o lugar que a 'deusa' estava e logo foi acompanhando seus passos olhando para os pés.

Miwa: Olha! Tem vergão na sua perna também!

Bia: MIWA! CALA A BOCA!

A pele antes quase alva agora estava em um tom escarlate, corada como se fosse explodir. Era tão fácil constranger a morena que se tornava divertido, apesar de que não gostava quando ela se irritava realmente e a ignorava.
As duas foram até o quarto da morena e das outras garotas, entraram distraídas e nenhuma delas se deu ao trabalho de fechar a porta.

Bia: Trouxe a caixinha que eu te pedi?

Miwa: ... Não ;D Mas eu passei na casa da Han bem cedo e peguei uma fantasia linda pra você e-

Bia: Miwa! Você... Você tinha prometido! Agora como eu vou fazer o... Tsc...

Ela se jogou para atrás na própria cama, ficando estirada e fitando o teto. Era difícil não olhar quando a loira se deparava com o tamanho do busto da mais velha.

Miwa: Mas a fantasia vai ser mais legal! E eu posso ver também e ... Porra, Bia. Senta no seu lugar, senão eu vou ser seduzida. - "Como se mudasse muito ela se sentar..."

Bia: Não.

Miwa: Bia...

Bia: Eu estou pensando, dá pra me deixar?

A menor caminhou atá a beira da cama e estendeu a fantasia para ela.

Miwa: Eu peguei uma fofinha e sexy, que não mostra muito e que é larga para os seus peitões.

Bia: MIWA! Dá pra parar? Eu não vou usar fantasia de coelho! Grande vontade de fazer a festa não ser clichê sendo à fantasia, todas as meninas serão coelhos! Tem coisa mais clichê que coelho na páscoa?!

Miwa: Eu te deixei brava?

Bia: Me desapontou. Eu tava contando com sua ajuda... Não sou... Não sou boa em escolher presentes, por isso fiz meus próprios chocolates.

A pequena suspirou e encarou a mais velha de novo.

"Droga, é muito... @_@"

A morena continuou fitando o teto e abriu os braços suspirando.

Bia: Aaah, agora eu vou ter que embrulhar TODOS os chocolates a mão, vou me atrasar.

Ela virou o rosto pro lado e fechou os olhos. Ficou com a cabeça tombada por um tempo e depois voltou a cabeça para cima com os olhos ainda fechados.
A loira a olhava por cima, meio receosa começou a se aproximar mais e sentou-se a beira da cama. Ficou em silêncio um pouco, não houve reação e a maior parecia desligada de tudo. Ela resolveu subir na cama, passou uma perna pela cintura da morena e sustentou os joelhos na cama. Parou para encarar a de olhos dourados esperando que os mesmos se abrissem e ela fosse derrubada, mas nada estava acontecendo.
Então resolveu segurar ps braços de Bia, que estavam estendidos, prendendo-os na cama e soltar seu peso por cima dela. A maior abriu os olhos e bufou.

Bia: O que você quer?

Miwa: N-nada.

Miwa começou a aproximar o rosto da face da outra. Ela estava praticamente se controlando por não saber como seriam as reações da morena e por ver que ela é evidentemente mais forte. Bia apenas a encarava séria, seu rosto não se alterava e sua face era inexpressiva. Era incrível como ela ficava diferente quando estava séria, era raridade ver a filha de Apolo séria, mas quando ela estava assim todos percebiam.
Quando a loira ia tocar os lábios da outra ela sentiu o corpo ser girado e logo estava abaixo da morena, com os braços presos pelas mãos dela e as pernas também presas com as pernas da outra.

Bia: Nem pense nisso.

A menor assentiu positivamente e Bia bufou tombando para o lado e massageando a face. Miwa estava assustada com a reação rápida, não seria ela que teria o controle se fosse fazer a filha de Apolo participar da brincadeira? Parecia que não.

Bia: Vai pegar a sua fantasia e se trocar, já não basta eu ficar atrasada =___=

Miwa: Biaaa...

Bia: Uh?

Quando a mais velha lhe olhou a pequena acabou por selar os lábios das duas rapidamente, por poucos segundos, e logo em seguida foi empurrada pra fora da cama.

Bia: Argh, Miwa!

Miwa: Roubei um beijo, morro feliz agora /o/

Bia: IDIOTA!

A pequena pegou sua roupa do chão e saiu correndo do quarto. No corredor escorregou um pouco, mas logo se levantou e foi correndo para as escadas.

Miwa: Oi, Iago. Tchau, Iago.

Iago: Oi... °-°

Miwa: EU DEI UM SELINHO NA BIAAAAAAAAAAA~

Ela abriu a porta e saiu berrando aos quatro cantos enquanto corria para casa com intuíto de se trocar.



Ela me virou mesmo .____. E ainda tava com um olhar maligno... Sensei, me come? ;D USHAUHSUAHSUAH O Bruno colocou a mão no rosto e saiu andando quando aconteceu isso, ele disse que era sexy demais pra ele. XDDD


Última edição por Miwa Kira em Seg Jul 25, 2011 10:48 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miwa Kira

avatar

Mensagens : 297
Pontos : 328
Data de inscrição : 20/09/2010
Idade : 22
Localização : Nowhere land =D

MensagemAssunto: Re: Easter Games   Seg Jul 25, 2011 10:46 am

IV - IagoBia - R18



Agora eu fujo porque a sensei vai ficar MORRENDO de vergonha e SUPER vermelha e linda *---*

Obs.: Todo mundo sabe que a Bia é virgem, não preciso destacar isso em todo hentai, senão vai ficar aquela coisa clichê de sempre ser uma primeira vez e como o Set já tinha feito hentais do casal eu não ligo pra esse detalhe.



Foi estranho para o rapaz ver a pequena loira correndo pra fora da casa dele, mas foi só ouvir ela gritando eu havia roubado um beijo da filha de Atena que ele entendeu completamente. Olhou para o relógio e viu que era cedo. Asuka demoraria para voltar, assim como os outros da casa, que só chegariam para a arrumação da festa que começaria dali à uma hora e meia. Talvez agora fosse a hora perfeita para cobrar, já que não foi tanto tempo perdido com a visita da Miwa.

Ele começou a subir as escadas devagar, havia demorado um pouco para ir até o quarto das garotas esperando que o humor de Bia melhorasse.
Talvez tivesse sido melhor subir antes. E se ela estivesse... O rapaz parou na porta depois de abri-la e soltou um suspiro vendo um travesseiro voar em sua direção.

Bia: O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO?

A menina estava com a fantasia aberta, segurando os seios para que pudesse fechar no zíper do lado. As orelhas de coelho na cabeça e aquele pompom do rabinho virado para o lado da porta já que ela estava de costas. Quando o rapaz abriu a porta ela virou-se para ver quem era corando automaticamente. A primeira reação foi pegar o travesseiro da cama da Akane, a mais próxima no momento, e jogar no rapaz que havia acabado de entrar.

Iago: Ei, não precisa jogar isso em mim! Eu só vim ver você e... Vim em uma ótima hora.

Ele sorriu e entrou no quarto, fechando a porta atrás de si e colocando o travesseiro na primeira cama a vista. Ele se aproximou mais dela que recuou ainda corada.

Bia: Eu estou me trocando.

Iago: Eu sei, vou te ajudar.

Ele estendeu a mão e colocou no zíper lateral da roupa ficando por trás da menina. A outra mão foi até o ombro dela colocando os cabelos para o lado e apoiando o queixo em seu ombro.

Iago: Eu vim te cobrar.

Bia: J-Já?

Iago: Claro. Ainda mais te vendo vestida assim.

A mão dele deslizou pela lateral do corpo da morena deixando-a mais corada ainda, se fosse possível. Ela virou de frente para ele e franziu o cenho.

Bia: Você viu que horas são e quer aproveitar enquanto tem tempo, é isso?

Ele sorriu de canto e a puxou pra junto dele fazendo a fantasia sair um pouco do lugar e deixando parte do grande seio dela à mostra. Ela bufou um pouco e o encarou, meio que relutante quanto a cobrança agora em meio ao seu pequeno momento sem humor.

Iago: Eu vou melhorar seu humor de outro jeito.

O rapaz sussurou ao pé do ouvido dela, como se soubesse o que ela estava pensando no momento. Passou os lábios por seu pescoço, arrancando alguns suspiros e segurou a face alva tomando os lábios dela com voracidade. O contato depois daquela primeira brincadeirinha com o chocolate já estava sendo o bastante para a garota se deixar levar. Ela entreabriu os lábios dando passagem para língua do loiro e passou os braços por seu pescoço. Começou uma sucção na boca do rapaz deixando o beijo ainda mais intenso e manteve-se ofegante quando se separaram e ela limpou a saliva do canto da boca.
Iago sorriu e a puxou elevando-a ao seu colo enquanto a beijava de novo. O norriano a deitou na primeira cama que viu e a observou totalmente corada e ofegante. Ele tirou a própria camiseta e deitou o corpo sobre ela, atacando seu pescoço e acariciando seu corpo.
A maior graça de brincar com aquele corpo era que a cada contato a temperatura dele aumentava. Cada vez que a excitação crescia ele sentia o calor do corpo dela contra o dele.

As mãos de Iago já puxavam o tecido para baixo revelando os seios da menina. Ela murmurou e gemeu um pouco mais quando estes foram abocanhados e apertados pelas mãos do loiro. Ela arranhava as costas dele a descia as mãos pelo local parando no cóz da calça. Bia colocou as mãos para frente, acariciando o corpo do rapaz e desceu-as até uma pequena proximidade da virilha dele. A garota invadiu o tecido com as mãos ainda gemendo com as carícias dele, passou as mãos ali, massageando o membro dele por cima do tecido da cueca deixando o local ainda mais quente pela excitação e pelo calor de suas mãos.
Ele passou os lábios por todo o corpo dela, lambendo e mordiscando até sua barriga. O loiro apertava a coxa da menina, acariciava cada pequena partezinha como estava desejando faz um tempo. Percebeu que sua calça havia sido desabotoada e era descida devagar, deixou que a morena tirasse o tecido dele e depois a puxou, deitando-se na cama e a abraçando por trás chupando seu pescoço. Ela sibilou baixo ao sentir a cintura ser abraçada e o contato do membro excitado dele com seu corpo, mesmo que com os tecidos -que são finos- ali no meio.

Bia: -vira e fica de frente para ele o encarando-

Iago: Essa sua cara só me deixa com mais vontade. -sussura beijando ela.

Bia: N-Não fica passando... Passando vontade...

Ele sorriu e a apertou contra si. A filha de Apolo abaixou-se um pouco, ela acariciava o peitoral do rapaz e arranhava de fraco ali. Apoiou os lábios começando em seu ombro e deu início a um ciclo de mordidas e lambidas que foi indo até o mamilo do loiro. Ela começou a passar a língua envolta do local e morde-lo na pontinha com média força enquanto a sua língua passava junto. (Nota da Miwa: Rapazes que não receberam esse tipo de carícia não estranhem, isso excita '-' é só ler yaoi que você aprende pontos sensíveis do homem pra você ter alguma atividade também XD E jogos de verdade ou desafio e comentários de meninas permitem que eu saiba alguns tipos de coisas que desconfio que ela faria, até reações. Ser amiga tem tanta vantagem *-*)

Foi a vez do rapaz soltar um pequeno murmúrio, ele sentia a mão da garota ajudando na carícia daquele ponto sensível e peculiar e ao mesmo tempo sentia-se estimulado pela outra mão dela. Era muita intensidade para ficar só naquilo por isso ele a virou de novo, ficando por cima e retirou o resto de tecido dela com a boca, pegando na mão e jogando para o lado. O loiro sorriu a encarando e abriu um pouco as pernas dela, deu uma lambida na virilha e ela gemeu com o toque. Ele acariciou o local recém descoberto e passou um dedo ali, quase penetrando-a e fazendo com que ela murmurasse de novo. Não resistiu e colocou dois dedos de uma vez, mexendo-os lá dentro e se deliciando com os gemidos que ela soltava. Começou a tirar a própria cueca e a calça aberta que já lhe incomodavam. Tirou os dedos dela e colocou dessa vez três, remexendo em um movimento circular e um vai-e-vem contínuo. Ela mordia o lábio tentando se controlar, mas deixava gemidos escaparem em alguns momentos.

Iago deitou o corpo sobre o dela, beijando-a com intensidade de novo enquanto tirava os dedos e ajeitava seu membro começando a penetra-la. A filha do sol apertou o lençou ao ser invadida, soltou um gemido que escapou entre aquele beijo voraz e ofegante ao ter os lábios livres voltou a gemer dessa vez mais alto e mais gostoso de se ouvir. O loiro começou um movimento forte de estocada, a beijava quando queria e sorria ao vê-la gemer tão entregue. As suas costas eram marcadas pelas unhas dela que o arranhavam e alisavam, seu ombro foi mordido e ele gemeu um pouco de dor aumentando a velocidade e a força das estocadas. Era apertado ali e ela só fazia ser melhor do que ele imaginava, do que esperava que fosse.

A menina sentiu os espasmos pelo corpo, se apertou contra ele, abraçando-o com força e acariciou seus cabelos loiros. Ele a encarava diretamente, se deleitava com aqueles olhos dourados e esperava um pouco o momento que viria. Sentiu que ia chegar e a beijou mordendo sua boca e apertando seu corpo. O líquido quente foi jorrado e o cansaço abateu ambos. Iago tombou um pouco para o lado, saindo dela e Bia ficou ofegante fitando o teto.

Bia: S-Satisfeito com a cobrança?

Ele sorriu e a encarou.

Iago: Não, acho que vou ter que repetir até me satisfazer.

Ela fechou a cara corando de novo e puxou a coberta em que estava cobrindo o corpo. Ele aproximou-se, levantando o tecido e a abraçou por trás fazendo-a soltar um pequeno riso e esconder o rosto com as mãos enquanto esperava o silêncio preencher o local.









Não ta mais curto, só ta mais detalhado. A Bia não seria do tipo de garota que fica falando durante os atos... Não consigo imaginar diferente, talvez seja por conhecê-la tanto.

Foram 3 seguidos, um Ecchi, um shoujo-ai e um R18 com a sensei e não estou satisfeita, mas o outro hentai eu deixo lá pro fim, preciso de... Vários casais ainda, tanto cannon, quanto crack, quanto yuri, quanto yaoi, quanto hetero quanto tudo. Eu não acho que vá por lemon, já que os yaois de Bad Girl são apenas fanservices ._. To pensando ainda. Se quiserem podem indicar casais, se eu não shippar eu não faço, é simples ;D

Não me mata, sensei '-' Mas é que você ficaria tãããããããããão mais fofa gemendo ;D
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Easter Games
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» CDZ - Games
» [Podcast de Games] Bang Cast
» Riachuelo Games - Nossa loja
» Loja Brothergames de BH e Contagem!!!
» Banda de música de animes e games

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
FanFuck :: Fanfictions :: Fanfucks-
Ir para: